Terça-feira, 15 de Junho de 2021
CENÁRIO

Butantan interrompe produção de vacina contra covid-19 por falta de insumo

"Mal-estar diplomático” causado por declarações do presidente Jair Bolsonaro e de outras autoridades brasileiras contra a China, principal fornecedor do insumo da CoronaVac, pode ter contribuído para interrupção, disse o governo de São Paulo



2021-01-22t153657z-449356171-rc23dl93bv8o-rtrmadp-3-health-coronavirus-brazil-vaccines_EE089D79-8052-4894-BE2E-6350BECDA891.jpg Foto: Reprodução/Internet
13/05/2021 às 18:15

O Instituto Butantan vai interromper na sexta-feira o envase da CoronaVac, vacina contra Covid-19 da chinesa Sinovac, por falta do insumo farmacêutico ativo (IFA) do imunizante mediante entraves no envio pela China, informou a instituição.

O Butantan aguardava a liberação de um novo lote do IFA pela China nesta quinta-feira, mas o presidente do instituto, Dimas Covas, antecipou na véspera que a previsão não se cumpriria e que não há previsão para que os chineses liberem a próxima exportação.



Em nota, o Butantan informou que entregará na sexta 1,1 milhão de doses ao Ministério da Saúde, totalizando mais de 47 milhões de doses entregues, mas que terá de interromper a produção no mesmo dia.

“Todo o IFA recebido em 19/4 já foi processado e, após a entrega desta sexta-feira, a produção será retomada assim que mais insumos chegarem”, disse o instituto em nota enviada nesta quinta, acrescentando que aguarda autorização do governo chinês para a liberação de mais matéria-prima necessária para a produção da vacina.

O Butantan apontou ainda que “questões referentes à relação diplomática Brasil x China podem, sim, estar interferindo diretamente no cronograma de liberação de novos lotes de insumos”, e garantiu que não há qualquer entrave relativo à disponibilização do IFA por parte da Sinovac.

O instituto é ligado ao governo de São Paulo, cujo governador João Doria é desafeto do presidente Jair Bolsonaro.

Na véspera, Doria atribuiu o atraso na liberação do IFA por Pequim ao que chama de “mal-estar diplomático” causado por declarações do presidente e de outras autoridades brasileiras contra a China.


Mais de Acritica.com

15 Jun
WhatsApp_Image_2021-06-15_at_20.54.40_91E6878E-6D07-4166-9A69-6811292E621D.jpeg

Homem é morto a tiros e outro fica ferido na Compensa

15/06/2021 às 21:03

Felipe Siqueira Pereira, 30, foi morto a tiros na rua Cristo Rei, situada no bairro Compensa, Zona Oeste da cidade, na noite desta terça-feira (14). O primo dele, Wilian Siqueira Pereira, 36, foi atingido por disparos de arma de fogo ao entrar em luta corporal contra o assassino no intuito de salvar o familiar. 


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.