Sábado, 04 de Julho de 2020
INTERNACIONAL

Coréia do Sul enfrenta nova onda de covid-19 e volta a fechar escolas

O isolamento social foi suspenso no início de maio e o país começava a recuperar a normalidade. Alta nos casos de covid-19 fez o governo recuar e fechar mais de 500 escolas na capital, Seul



kids_DE3A52E8-AE34-4B48-A332-2696578C0EC6.JPG Foto: AFP
News thumb afp d084093c bf21 4ede 853c 0cfb6068260d AFP
29/05/2020 às 11:25

A Coreia do Sul determinou nesta sexta-feira (29) restrições ao número de alunos que podem frequentar as escolas de Seul e seus arredores, com o objetivo de reduzir os novos focos de contágio de Covid-19. Mais de 500 escolas também voltaram a ser fechadas.

Jardins de infância e escolas do ensino básico, fundamental e médio da zona metropolitana de Seul, onde se concentra metade da população do país, poderão receber apenas um aluno a cada três e os demais terão que seguir com o ensino à distância.



No fim de fevereiro, a Coreia do Sul era o segundo país no mundo mais afetado pela pandemia, atrás apenas da China. Mas o governo conseguiu controlar a situação com uma campanha de testes em larga escala e o rastreamento das pessoas contagiadas.

As restrições foram suspensas no início de maio e o país começava a recuperar a normalidade.

Mas esta semana, com o surgimento de novos focos da doença, na capital e seus arredores, as autoridades recuaram e anunciaram novas restrições. 

Museus, parques e galerias de arte voltaram a fechar nesta sexta-feira e devem permanecer assim por duas semanas. O governo fez um apelo para que as empresas adotem medidas de flexibilização do trabalho. 

O país registrou na quinta-feira 79 novos casos de contágio, o maior número em quase dois meses. Nesta sexta-feira foram anunciados 58 contágios.

Este aumento se deve principalmente às pessoas que frequentaram um armazém da empresa de comércio eletrônico Coupang, ao oeste da capital, onde foram registrados 96 casos.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.