Domingo, 07 de Março de 2021
Nas próximas horas

Covid-19: Amazonas vai receber 132,5 mil doses da vacina AstraZeneca

A quantidade de doses serão suficientes para imunizar os idosos acima de 75 anos de idade e ainda uma parte de profissionais de saúde que estão na linha de frente da pandemia



2020-11-04t192156z_1_lynxmpega31lb_rtroptp_4_health-coronavirus-britain-vaccine_D6C7A1E5-C467-4EE6-8736-AC63A00DC864.jpg Foto: Divulgação
23/01/2021 às 15:31

O Amazonas receberá, nas próximas horas, 132,5 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford, adquiridas pelo Ministério da Saúde junto ao laboratório indiano Serum, as quais chegaram no fim da tarde ontem, ao Brasil. As doses devem chegar em Manaus por volta das 21 horas, confirmou o Ministério da Saúde.

De acordo com o governador, Wilson Lima, a quantidade de doses serão suficientes para imunizar os idosos acima de 75 anos de idade e ainda uma parte de profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate a pandemia do novo coronavírus no Estado.



“A rede de saúde do Estado já está preparada para a redistribuição das doses conforme os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde”, afirmou Lima, neste sábado, durante anúncio de novas medidas mais rígidas para quebrar a cadeia de transmissão da Covid-19 no Amazonas.

Chegada da Vacina

A carga com dois milhões de doses da vacina contra a Covid-19, a AstraZeneca/Oxford, produzidas pelo laboratório indiano Serum, chegou, na tarde de ontem, ao Brasil. Vindas de Mumbai, na Índia, as doses foram compradas pelo Ministério da Saúde.

Em São Paulo, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o ministro das Comunicações, Fábio Faria, juntamente com o embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy, acompanharam a chegada das vacinas no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Em pronunciamento à imprensa, o ministro afirmou que as vacinas começarão a ser distribuídas aos estados a partir do final da tarde deste sábado (23), com prioridade para o Amazonas, devido à situação epidemiológica do local: “A prioridade nesse momento é para o estado do Amazonas, que vive hoje a situação mais crítica no nosso país. Após um acordo com governadores, 5% dessa carga irá para Manaus”.

Os dois milhões de doses da AstraZeneca/Oxford se juntam aos 6 milhões da vacina importada pelo Instituto Butantan, do laboratório chinês Sinovac - essas últimas já distribuídas aos estados, que começaram a vacinar a população brasileira a partir da última segunda-feira (18/01). Os dois imunizantes tiveram aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso emergencial no Brasil.

*Com informações da assessoria

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.