Quarta-feira, 12 de Agosto de 2020
Efeitos da pandemia

Covid-19 pode gerar mudanças no Carnaval amazonense em 2021

Dirigentes da Ceesma e de escola de samba sugerem medidas para evitar aglomerações nos desfiles do Sambódromo na próxima temporada



Screenshot_20200707-212833_Gallery_487AE656-64F8-4C43-ADBC-112041CA119A.jpg Um Carnaval com menos brincantes é uma das sugestões; outra é mudar o formato do desfile / Junio Matos-Freelancer
08/07/2020 às 08:40

A pandemia do Covid-19 poderá ocasionar mudanças no formato do Carnaval amazonense do próximo ano tanto segundo dirigentes de escolas de samba entrevistados por A CRITICA.

Uma das principais alterações seria a diminuição do número de brincantes para evitar o mínimo possível de aglomerações durante os desfiles, comentou Didi Redman, presidente da Comissão Executiva das Escolas de Samba de Manaus (Ceesma) e da agremiação Vitória Régia.



A curiosa e inédita sugestão será proposta durante as próximas reuniões, presenciais ou via on line, da Ceesma com as agremiações da capital e secretarias de Cultura do Estado (SEC) e Município (Manauscult).

“Vamos sugerir uma diminuição no número de componentes. Hoje, uma escola de samba como a Vitória Régia desfila com 3.800 a 4 mil brincantes, e com a diminuição deverá comportar de 2.800 a 3 nesse novo formato

Ele frisa que a mudança, se vier a ocorrer, não vai trazer consequências sobre o número de alas, que continuará o mesmo em face do atual regulamento do Carnaval amazonense.

Consequências

Didi Redman comentou que cada escola de samba está se preparando como pode nestes tempos de pandemia, mas com as quadras de ensaio fechadas para eventos.

Escolas tradicionais como a A Grande Família realizaram eleições para composição de nova diretoria no último domingo.

Enquanto isso, outras agremiações vão se adequando na medida das suas possibilidades para angariar recursos. 

A própria Vitória Régia de Didi Redman vai realizar no próximo dia 14, às 20h, uma live em frente ao Quilombo de São Benedito, localizado na rua Japurá, Praça 14 de Janeiro, Zona Sul da cidade.

A verde e rosa também definiu seu enredo para 2021: será “Vidas Negras Importam”, em alusão aos atuais movimentos mundiais antirracistas originados nos Estados Unidos após a morte de George Floyd, que era negro e foi assassinado no último dia 25 de maio após um policial asfixiá-lo por 8 minutos e 46 segundos com o joelho. 

Eleições na Ceesma

A Ceesma deveria ter realizado as eleições para a nova diretoria neste primeiro semestre, mas o pleito deve ocorrer somente em agosto por conta da pandemia.

Gilberto defende desfile de blocos

Considerado uma das referências da Cultura do Estado e mais notadamente no Carnaval, o servidor público Luiz Gilberto, 63, foi eleito no último dia 28 de junho para mais um mandado de presidente da sua escola de coração: A Grande Família, do qual é um dos fundadores.

 A chapa vencedora – “Juventude e Experiência” – foi a única inscrita  para concorrer às eleições do triênio 2020/2023, sendo portanto aclamada vencedora, de acordo com o estatuto da agremiação vermelha é branca do bairro São José, na Zona Leste da cidade. Seu vice-presidente é Cleildo Barroso e Barroso, mais conhecido como Caçula, atual intérprete da escola e filho de João Rildo, um dos fundadores da A Grande Família é falecido este ano.

Luiz Gilberto, que é evangélico já seis anos, também defende uma mudança no Carnaval para 2021, mas ainda bem mais significativa: para um formato temporário de desfile aos moldes de um bloco com bateria, em vez de escola de samba propriamente dita.

“Fazer um Carnaval nos moldes atuais é impossível, é uma afronta com as pessoas que se foram pelo Coronavírus e com seus familiares. Minha ideia para 2021 é realizar um grande blocão com bateria, com todas as normas de prevenção e segurança. Aí, em 2022, as agremiações voltariam para fazer uma grande e acirrada disputa”, explica o presente eleito, que deve tomar posso dentro de duas semanas para tentar “administrar” uma dívida em torno de R$ 700 mil, segundo ele.

“Me solidarizo com as pessoas que se foram pelo Coronavírus e com suas famílias. Temos de ter respeito com essas pessoas”, reforça o dirigente.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.