Sexta-feira, 27 de Novembro de 2020
CENÁRIO

Covid-19: UEA volta a suspender aulas presenciais em Manaus

Decisão foi tomada pela Gestão Superior da Universidade que classifica o estado atual da pandemia na capital como "instabilidade epidemiológica"



show_Fachada-Escola-Superior-de-Ciencias-da-Saude-ESA-Foto-Joelma-Sanmelo-UEA-1024x680_23FD893D-ADA3-441E-8533-503520BB5031.jpg Foto: Divulgação
29/10/2020 às 15:53

A Universidade do Estado do Amazonas (UEA) decidiu suspender as aulas presenciais que vinha adotando desde o dia 5 de outubro, em uma espécie de modelo híbrido. De acordo com comunidaco da Gestão Superior da Universidade, a instabilidade epidemiológica no Amazonas devido à Covid-19 foi avaliada como principal causa da decisão. 

Confira o comunicado na íntegra:

"A Gestão Superior da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), colegiada com os diretores de Unidades da capital e interior, gerentes e presidência e vice-presidência do DCE, recém eleito, informa que, após avaliação do GGCOVID/UEA, Grupo de Gestores responsáveis pelo Plano de Contingência da UEA diante da Pandemia da Doença pelo SARS-CoV-2 (COVID-19), tendo em vista a instabilidade epidemiológica no estado, decidiu por manter o calendário acadêmico de 2020/1 de maneira não presencial, em sua totalidade.



A Gestão Superior informa ainda que os servidores de grupos de risco continuarão em home office e os demais em sistema de rodízio. A medida tem caráter preventivo. Manter a saúde do corpo discente, docente e dos servidores é prioridade da UEA. Importante destacar que entre os dias 3 e 6 de novembro, a Universidade irá dialogar com a comunidade acadêmica no sentido de elaborar ações para preservar a qualidade do período em andamento."

Leia Mais >>> Covid-19 em Manaus: mortes em outubro superam as de setembro

 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.