Quinta-feira, 17 de Junho de 2021
Processo por difamação

Desenvolvedora de vacina russa planeja processar Anvisa

A diretoria da Anvisa rejeitou na segunda-feira os pedidos de aprovação do Sputnik V para importação



60ed1908-a63e-448e-8f5e-84fb42f891a1_FBA8CB1F-6490-42B4-B497-2639516051A6.jpeg Foto: Reprodução / Internet
30/04/2021 às 10:30

O desenvolvedor russo da vacina contra o coronavírus Sputnik V disse na quinta-feira (29), que iria processar a agência reguladora de saúde brasileira, Anvisa, por difamação, acusando-a de espalhar informações falsas intencionalmente.

A diretoria da Anvisa rejeitou na segunda-feira os pedidos de aprovação do Sputnik V para importação. O gerente de medicamentos e produtos biológicos da Anvisa, Gustavo Mendes, disse que há evidências de que um adenovírus usado na vacina pode se reproduzir e que se trata de um defeito grave.

Os vetores virais são comumente usados ​​para transportar informação genética para uma proteína de um patógeno - neste caso, o novo coronavírus - que irá provocar uma resposta imunológica no receptor da vacina.

Denis Logunov, que desenvolveu o Sputnik V no Gamaleya Center da Rússia, negou na terça-feira que os dois adenovírus usados ​​para produzir a vacina possam se replicar.

A conta oficial do Sputnik V no Twitter na quinta-feira citou Mendes, que citou os resultados dos testes dos russos em uma audiência pública na segunda-feira como base para negar uma licença de importação.

“Após a admissão do regulador brasileiro Anvisa de que não testou a vacina Sputnik V, o Sputnik V está iniciando um processo legal de difamação no Brasil contra a Anvisa por espalhar intencionalmente informações falsas e imprecisas”, disse o tweet do Sputnik V.

A Anvisa não respondeu imediatamente a um pedido de comentário. Os protocolos padrão da agência para a aprovação de vacinas COVID-19 envolvem a análise dos próprios testes e ensaios clínicos dos desenvolvedores.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.