Quarta-feira, 12 de Maio de 2021
LUTO

Diretora do Hemoam morre após 30 dias de luta contra a Covid-19

Idenir de Araújo tinha 44 anos de serviços públicos no Amazonas e será homenageada à 15h, em frente ao órgão onde trabalhou por dois períodos



91C4169B-FA0E-49B8-AA8C-FA7BA9ABA4C1_EB20E334-84BC-4B43-905D-82AA67DF7B9F.jpeg
03/02/2021 às 14:05

O Amazonas perdeu, nesta quarta-feira, uma de suas servidoras mais antigas em atividade. Idenir de Araújo Rodrigues, diretora administrativo-financeira da Fundação Hemoam, faleceu após 30 dias de luta contra a Covid-19.

Com 44 anos de serviços dedicados ao Estado, iniciados em 1977 como atendenddnte de Enfermagem, Idenir tinha 66 anos, era contadora e desempenhou diversas funções em vários órgãos da administração pública. No Hemoam, foram duas passagens: de 1994 a 2000 e de 2015 até este ano. “Ao retornar para o Hemoam, D. Idenir envolveu-se, dedicou-se para que a Administração, sob seus direcionamentos, desse o suporte para que as áreas fins da Fundação HEMOAM alcançassem seus objetivos, inclusive, as ações relacionadas a Obra do Hospital do Sangue, primando sempre pelo zelo e cumprimento dos princípios da Administração Pública”, destacou a direção da fundação, em nota de pesar. 



Além do trabalho na Fundação Hemoam, ela passou por funções administrativas na Secretaria de Estado da Saúde, e teve onze anos atuando em órgãos de meio-ambiente: foi chefe do departamento de Orçamento e Finanças da Agencia das Florestas, ligada a Secretaria de Meio-Ambiente, de 2003 a 2007, e Diretora Administrativo-Financeira do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), de 2007 a 2014. 

“Ser Humano e profissional correto em todos os seus tratos, D. Idenir sempre foi preocupada com a saúde e bem estar de seus familiares, amigos e colegas de trabalho. Tinha como um dos princípios cristãos marcantes devolver sempre com o bem tudo o que recebia”, destacou a nota do Hemoam, que lembrou a maneira como ela se referia ao vírus que causou a morte dela: “inimigo invisível”.

“Desde o início da pandemia, D. Idenir cuidou de muitos funcionários, alertando, se preocupando e até mesmo protegendo, mas infelizmente se viu acometida pelo inimigo invisível (como ela o chamava) onde internada, lutou bravamente por 30 dias, mas infelizmente não resistiu”.

Uma homenagem está prevista para as 15h, em frente ao Hemoam, quando o cortejo fúnebre passará em frente ao órgão e balões brancos serão soltados aos céus para homenagear a vida e a dedicação de dona Idenir.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.