Domingo, 24 de Janeiro de 2021
Mais leitos

Em 10 dias, força-tarefa do Governo disponibiliza mais de 400 leitos para atendimento da Covid-19

No sábado (02/01) Amazonas chegou à marca de 1.038 leitos para a Covid-19



Sem_t_tulo_40470C77-002C-4D72-BF0B-D809CE02EE5C.jpg foto: Divulgação SES -AM
03/01/2021 às 12:18

Em dez dias, o Governo do Amazonas disponibilizou mais 409 leitos, em cinco unidades de saúde, para atendimento de pacientes com a Covid-19. A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) coordenou uma grande força-tarefa e conseguiu aumentar 90 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 319 leitos clínicos, em pouco mais de uma semana. A ampliação da rede contou com leitos em unidades como o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, Platão Araújo, Delphina Aziz, Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), Fundação Centro de Controle de Oncologia do Amazonas (FCecon) e Hospital Beneficente Português. 

O resultado superou em 40% a meta de ampliação de vagas de UTI prevista na terceira fase do Plano de Contingência para o Recrudescimento da Covid-19, que inicialmente era de 64 novos leitos de terapia intensiva para Covid, em hospitais e prontos-socorros da rede estadual, mas já alcançou 90 UTIs.



De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Marcellus Campêlo, uma verdadeira força-tarefa, unida em prol da população, foi formada por servidores de diversas secretarias do governo.  O titular da saúde no Estado também destacou a importância da população para frear o avanço da pandemia, não promovendo ou participando de qualquer tipo de aglomeração, além de manter o uso da máscara cobrindo nariz e boca e a frequente higienização das mãos. 

“Esse aumento em tempo recorde evidencia que a nossa rede tem condições de dar resposta, mas dependemos da população para que essa resposta possa acompanhar a curva de crescimento da Covid-19 e não faltem leitos”, reforçou o secretário.

Esforço da rede – Nos últimos 10 dias, o hospital 28 de Agosto já havia aumentado de 12 para 40 o número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A unidade também já conta com 119 leitos clínicos, conforme a última atualização da SES-AM, registrada no sábado (02/01)

O Hospital Delphina Aziz chegou à marca, pela primeira vez desde a inauguração da unidade, de 384 leitos hospitalares. A unidade colocou em funcionamento mais dez leitos de UTI, chegando a 150 leitos desse tipo e mais 234 leitos clínicos. No HUGV, já são 56 leitos, sendo 24 de UTIs para pacientes com Covid-19. 

Foram abertos, nos últimos dias, 23 leitos na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado (FCecon) e também estão previstos mais leitos no HPS Platão Araújo, na Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) e Instituto da Mulher Dona Lindu, estes dois últimos para atender pacientes com o perfil das unidades.

“Precisamos que a população entenda que nossa capacidade instalada é grande, estamos ampliando ao longo dos últimos meses, com o plano de contingência. Porém, ela tem um limite, e pode se esgotar se a população não ajudar. É preciso evitar aglomerações e seguir os protocolos de distanciamento social”, declarou o secretário na sexta-feira (1º/01), durante a reorganização no HPS 28 de Agosto.

Com a rede privada também anunciando que está no limite, o Estado está usando a capacidade da rede pública, adotando fluxo de segregação de pacientes Covid dos demais pacientes com outras enfermidades, para evitar proliferação do vírus nos hospitais.

 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.