Terça-feira, 07 de Julho de 2020
RIGIDEZ

Em Parintins, estabelecimento que 'furar' quarentena pode levar multa de até R$ 100 mil

Se houver reincidência no descumprimento das normas estabelecidas, será feita a interdição imediata com lacramento, cassação do alvará de funcionamento e inscrição na dívida ativa municipal.



c73843ba-bb3f-4d5f-bc11-99d80ce894a2_0423AB40-798B-4F4E-90DE-C0EE2BCCCD44.jpg (Foto: Yuri Pinheiro)
25/05/2020 às 16:25

Através do decreto nº 046/2020-PGMP, assinado pelo prefeito de Parintins, Bi Garcia, a Prefeitura de Parintins institui multas administrativas aos estabelecimentos comerciais que descumprirem os decretos de quarentena no município. A determinação leva em consideração recomendações do Ministério Público do Estado do Amazonas e os decretos municipais 018/2020, 026/2020, 040/2020 e 041/2020.

De acordo com o decreto 046/2020, o funcionamento de estabelecimentos comerciais e serviços não essenciais estão passíveis de multas que variam de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), para a primeira notificação, a R$ 100.000,00 (cem mil reais), em caso de reincidência.



Se houver reincidência no descumprimento das normas estabelecidas, será feita a interdição imediata com lacramento, cassação do alvará de funcionamento e inscrição na dívida ativa municipal.

A fiscalização do cumprimento do decreto será feita in loco por fiscais da Coordenação de Terras, Cadastros e Arrecadação, e integrantes de órgãos que atuam diretamente no combate ao coronavírus. Constatadas irregularidades, serão emitidos autos de infração e multa aos estabelecimentos.

Os valores das multas aplicadas serão destinados ao Fundo Municipal de Saúde de Parintins. Os recursos serão destinados ao sistema municipal de saúde e ações de combate à COVID-19.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.