Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021
CENÁRIO

Escassez de doses faz Manaus adiar vacinação de pessoas acima dos 50 anos

Ministro da Saúde Eduardo Pazuello havia dito que início da vacinação seria na próxima segunda-feira em Manaus e nas cidades da Região Metropolitana



50943296951_63c097d89f_o-720x407-1_E2C61EE1-DAA0-43D1-AE73-4B9562F5D61E.jpg Foto: Arquivo AC
19/02/2021 às 21:15
Em meio à escassez de vacina, Manaus vai adiar o início da vacinação de pessoas com mais de 50 anos que havia sido programada para esta segunda-feira (22), de acordo com o Plano de Aceleração da Vacinação contra Covid-19, anunciado pelo ministro da saúde Eduardo Pazzuelo. A Prefeitura de Manaus afirma que mesmo que um lote de vacinas chegue na capital na segunda-feira, a vacinação não poderia ser iniciada, já que requer aplicação de medidas de protocolo.

"Até o momento, o município não recebeu novas remessas de vacinas que tornassem possível ampliar a população-alvo da campanha. Portanto, ainda não será possível dar início à vacinação das pessoas de 50 a 69 anos, mantendo o atendimento dos grupos prioritários da primeira etapa: trabalhadores de saúde; idosos de 70 anos ou mais; idosos de instituições de longa permanência; pessoas com deficiência residentes em unidades assistenciais; e indígenas aldeados", diz o comunicado da prefeitura.

O executivo municipal acrescenta que ainda não foi informado sobre a quantidade de a capital deve receber no próximo lote, mas, busca garantir a meta de imunizar 90% das populações contempladas e iniciar a nova etapa com novos fluxos e processos aprimorados, conforme a Prefeitura. ​Até o momento foram vacinados 85,6% dos trabalhadores de saúde, 79,2% das pessoas de 70 a 74 anos, 81,8% das pessoas de 75 a 79 anos, e 87,1% das pessoas com 80 anos e mais, além de 67,2% dos indígenas aldeados.

As vacinas encaminhadas pelo Ministério da Saúde continuam sendo direcionadas para o atendimento de grupos populacionais específicos, com os percentuais de cobertura por grupo.

De acordo com ofício circular do Ministério da Saúde enviado aos governos estaduais, no último dia 18, as próximas remessas destinadas ao Amazonas, com previsão de envio em fevereiro e março, contemplam os seguintes grupos: na primeira remessa, povos e comunidades tradicionais ribeirinhas, povos e comunidades tradicionais quilombolas e trabalhadores de saúde; e na segunda remessa, trabalhadores da saúde, pessoas de 75 a 79 anos, pessoas de 70 a 74 anos, pessoas de 65 a 69 anos e pessoas de 60 a 64, em percentuais específicos por grupo e tipo de vacina.



"A Prefeitura de Manaus segue empenhada em realizar da forma mais transparente e eficiente a campanha de imunização contra a Covid-19, buscando todos os recursos estratégicos, materiais e humanos para o atendimento de qualidade que a população manauense merece", finaliza o comunicado.

Promessa
 
Na última segunda-feira, 15, em reunião com prefeitos em Manaus, Pazuello disse que os 13 municípios da Região Metropolitana começariam a vacinar o público a partir de 50 anos a partir do dia 22 deste mês. Além de Manaus, compõem a região Careiro, Careiro da Várzea,, Itacoatiara, Itapiranga, Manacapuru, Manaquiri, Novo Airão, Presidente Figueiredo,  Iranduba, Rio Preto da Eva e Silves, Autazes

Os grupos prioritários estão definidos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, elaborado pelo Ministério da Saúde e atualizado no último dia 15. O plano elenca os segmentos populacionais a serem contemplados por ordem de prioridade e, até o momento, não inclui a faixa etária de 50 a 59 anos, a não ser no grupo das comorbidades (18 a 59 anos).

 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.