Quinta-feira, 28 de Maio de 2020
SAÚDE

Escolas do AM devem adotar medidas de prevenção ao coronavírus

Por enquanto, instituições não cogitam interromper as atividades por conta da epidemia



show_a2_1E482035-9B56-45B1-94EB-6D288D0731C1.jpg Foto: Arquivo/A Crítica
13/03/2020 às 17:29

Com a confirmação do primeiro caso do novo coronavírus no Amazonas, as escolas públicas e privadas do Estado devem adotar medidas para prevenção de contágio pela Covid-19.

As aulas nas redes estaduais e municipais continuam. Conforme explicou a diretora-presidente da FVS, Rosemary Costa Pinto, o caso de Covid-19 é um "caso importado". Ou seja, no Amazonas ainda não há registro de infeções entre as pessoas em Manaus, o que justifica o não cancelamento das aulas nas duas redes. 



Segundo a presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Estado do Amazonas (Sinepe), Elaine Saldanha, as instituições, por enquanto, não cogitam interromper as atividades por conta do coronavírus, mas estão em contato e acompanharão as recomendações das autoridades de saúde do país com relação ao assunto. 

“Temos alertado os associados, indicando, em circular, que orientem os pais e responsáveis para que estudantes com os sintomas de gripe e resfriados evitem frequentar as aulas e procurem atendimento médico, caso apresentem problemas respiratórios”, afirmou.

Além disso, o sindicato também tem destacado a importância de reforçarem com os alunos a necessidade de uso, de forma individual, de álcool em gel, e a higienizar as mãos com água e sabão antes das refeições, após tossir, espirrar ou usar o banheiro.

Outra orientação do Sinepe é para que as escolas disponibilizem e abasteçam os dispensers com álcool em gel em suas dependências e procurem deixar as salas de aula arejadas nos intervalos.

A Secretaria de Educação e Desporto também adotou medidas de combate à Covid-19. Dentre elas, está uma série de reuniões com todas as sete Coordenadorias Distritais de Educação (CDEs), pré-agendadas para começarem na segunda-feira (16) e a distribuição do gibi educativo “Turma do Curumim – Contra a síndrome gripal” e folderes informativos às unidades de ensino da rede estadual.

A história em quadrinhos, criada pelo jornalista Mário Adolfo, é a mesma que foi distribuída pela secretaria em 2019, quando foi realizada a campanha estadual de combate ao H1N1.

A intenção é que as ações atendam a todos aos mais 400 mil alunos e aos mais de 30 mil servidores da rede estadual de ensino, na capital e no interior do Amazonas.

No entanto, o reitor da Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade (Funati), o médico Euler Ribeiro, anunciou que as aulas na instituições estão suspensas. "Temos mais de 300 idosos na Funati. E eles estão inseridos no grupo de risco que podem contrair doenças respiratórias, como a gripe. Por isso as aulas estão suspensas", ponderou o reitor.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Tudo sobre o Coronavírus



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.