Domingo, 24 de Janeiro de 2021
ALARMANTE

EUA registra recorde diário de mortes por covid-19

País registrou na terça-feira 4.470 mortos e mais de 235.000 novos contágios. Até agora, a primeira economia mundial não havia superado os 4.000 mortos por coronavírus em 24 horas.



000_8YK78M_60395153-443F-4E15-B6E3-33B1B31F45EE.jpg (Foto: AFP)
News thumb afp d084093c bf21 4ede 853c 0cfb6068260d AFP
13/01/2021 às 10:21

Quase três mortes por minuto e cerca de 4.500 mortos por covid-19 em um dia. Os Estados Unidos continuam registrando tristes recordes em pleno surto da pandemia em todo o mundo.

Os Estados Unidos, o país mais enlutado pela pandemia, registrou na terça-feira 4.470 mortos e mais de 235.000 novos contágios. Até agora, a primeira economia mundial não havia superado os 4.000 mortos por coronavírus em 24 horas.



Este número diário chocante é quase o mesmo que o balanço total de mortos pela pandemia na China (4.634), onde a doença foi identificada pela primeira vez no final de 2019. No total, Estados Unidos registra mais de 380.000 mortos e 22,8 milhões de casos.

"É, sem dúvida, o período mais sombrio de toda minha carreira", admite Kari McGuire, responsável da unidade de cuidados paliativos do hospital Santa Maria de Apple Valley, uma pequena cidade da Califórnia.

- Números "astronômicos" -

Neste hospital, totalmente saturado, os pacientes com covid-19 se amontoam nos corredores, em macas improvisadas na unidade de terapia intensiva (UTI) e até mesmo nos serviços de pediatria. Segundo McGuire, o número de mortos é "astronômico".

Para tentar frear os contágios, as autoridades federais anunciaram que, a partir de 26 de janeiro, será exigido um teste negativo a todos os viajantes que chegarem ao país de avião. 

O aumento da doença é notado em todo o país, mas afeta especialmente o sul e o oeste.

O vírus também não dá trégua no vizinho México, que na terça-feira alcançou um novo recorde diário de casos e óbitos, com 1.314 mortes e 14.395 casos confirmados. No total, o país de 129 milhões de habitantes conta 1,5 milhão de casos e 135.682 mortos desde o início da pandemia. 

Panamá, a nação da América Central que registrou mais contágios, com mais de 285.000 casos acumulados e mais de 4.500 mortos, planeja alugar contêineres refrigerados para armazenar os corpos devido ao colapso dos necrotérios e hospitais pela pandemia, no que considera sua "pior crise sanitária em 100 anos".


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.