Segunda-feira, 19 de Abril de 2021
Tratamento

Faar e FPS iniciam programa “RespirAR” para atender pacientes pós covid-19 com fisioterapia

O programa atende pacientes com sequelas da doença que foram atendidos pelo Fundo de Promoção Social e passarão por, em média, 10 sessões.



WhatsApp_Image_2021-02-25_at_15.45.04_B7B31522-7A92-4844-99E6-A21C74F436CF.jpeg Foto: Junio Matos
25/02/2021 às 16:24

Iniciou hoje (25) o atendimento dos primeiros pacientes beneficiados pelo programa ‘RespirAR’. O projeto da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar) em parceria com o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) realizará sessões de fisioterapia com pacientes recuperados da Covid-19, que foram transferidos para outros estados, que estão com sequelas da doença e que foram atendidos pelo FPS.

Com atendimentos nos períodos matutino e vespertino, as sessões acontecem no Centro de Treinamento de Alto Rendimento do Amazonas (Ctara) localizado na Vila Olímpica de Manaus, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste. O programa acontece a partir dessa parceria, onde o FPS é responsável por enviar os pacientes e a Faar, com seus profissionais e estagiários da área de fisioterapia, a fim de executar o tratamento fisioterapêutico.



Para esse lançamento, o RespirAR começa atendendo 23 pessoas recuperadas do vírus da Covid-19, mas que estão com problemas respiratórios ou outras sequelas que podem ser tratadas a partir da fisioterapia. Eles passarão por, em média, 10 sessões, que ocorrerão de segunda a sexta-feira, pela manhã de 8h às 11, e pela tarde de 14h às 17h. O diretor técnico da Faar, Francisco Edson Marques, destaca que o programa nasce para dar continuidade às ações do Governo do estado com esses pacientes recuperados. “O projeto visa dar apoio às ações do governo do estado com os pacientes que foram transferidos para outros estados e que retornaram curados da Covid-19 com sequelas da doença”, disse.

Edson explica ainda que a ideia é alinhar o espaço da Faar com os profissionais disponíveis. “Como nós temos o espaço, conseguimos contratar os profissionais, tínhamos como atender e adquirimos o material, demos este passo para o projeto”, explicou. Marques explicou ainda que a ideia é atender o maior número de pacientes na cidade de Manaus e do estado do Amazonas e lembrou que haverá ainda todo cuidado com a higienização mesmo após os pacientes estarem curados e fora do período de transmissão. “O número de sessões é determinado pelo fisioterapeuta e estaremos aptos para atender todos esses pacientes”, afirmou.

“Vale destacar que nós, Faar, não estamos recebendo inscrições ou cadastro de pacientes. Esse trabalho está sendo realizado em parceria com o FPS. Eles nos enviam uma planilha com esses nomes e nós vamos realizando o atendimento. À medida que eles vão alcançando a alta da fisioterapia, nós informamos o FPS e eles já nos enviam novas pessoas para o tratamento”, finalizou.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.