Domingo, 31 de Maio de 2020
Hábitos

Isolamento social: nova rotina entre mães e filhos para ganhar mais saúde

Quarentena traz oportunidade de adotar novos hábitos para manter a família saudável



WhatsApp_Image_2020-05-07_at_16.58.12_34B7B32D-9B7B-4421-88E4-A9EF8744DAC1.jpeg Nutricionista Jussara Berkembrock incentiva as filhas a criar novas receitas para comer bem (Foto: Divulgação)
10/05/2020 às 13:21

A pandemia da Covid-19 é um momento de novos hábitos. É possível tirar lições desta fase e reforçar certas rotinas que estamos incorporando atualmente, levando-as para o dia a dia depois da pandemia, como a higienização frequente das mãos e os cuidados com a crescente ansiedade.  Além disso, o isolamento social também é ideal para reflexão e para adquirir – ou reforçar - hábitos saudáveis, como alimentação e prática regular de exercícios físicos. 

Carinho e rotina fitness



Durante essa quarentena, na casa da empresária Julie Begrow, mãe da pequena Emma, de 5 anos, alguns hábitos mudaram e outros se fortaleceram. “Tivemos uma notável mudança na alimentação da Emma, com um cardápio mais saudável, horários fixos e largou a mamadeira”, comemora.

Como sempre foi adepta da alimentação saudável e atividades físicas, a empresária também tem mantido uma rotina de treinos em casa com a filha e tem usado a tecnologia para ter a companhia da sua mãe, Solange Dannenhauer, que mora no Sul, para treinarem juntas. 

“Nessa quarentena resolvemos nos aproximar treinando juntas por vídeo chamadas e nos dias mais preguiçosos, uma puxa a outra. Essa experiência fitness está sendo incrível. A ligação, a união e toda atenção que dedicamos uma a outra sendo mãe, filha e neta tem sido grandes pilares de sustentação para saúde física e principalmente mental”, destaca Julie.

Outro hobbie de Julie é cozinhar. Durante o isolamento social, ela e Emma se transformam em verdadeiras chefs. “Cada receitinha nova feita na companhia da minha pequena tem se tornado mais um momento prazeroso, aliviando a tensão em meio esse caos”, comenta Julie. 

Sabor e diversão

Apaixonada por culinária, na casa da nutricionista Jussara Peres Berkembrock, mãe da Luísa, 5 anos, e Catharina, 1 ano e 9 meses, sem dúvidas, a palavra-chave é alimentação saudável. “Alimentação saudável é comer comida de verdade. Comer comida de verdade com mais alimentos naturais e menos industrializados é mais revolucionário do que parece, além de ser melhor para você e sua família”, garante Jussara.

Para a especialista, interagir com os filhos na cozinha é de fundamental importância para incentivá-los a comer de forma mais saudável. “É importante despertar a curiosidade de como a comida é feita. A minha filha mais velha diz que quer ser cozinheira. Gosta de experimentar e cuidar da horta, moro em apartamento, mas tudo é possível. Comer bem agora é de família”, brinca a nutricionista.

Apesar de lamentar sobre o momento de pandemia e isolamento social, Jussara relata o que tem feito para superar a crise. “É triste tudo o que está acontecendo e tento fazer desse momento de quarentena especial cozinhando para minha família tudo o que eles gostam. Assim, demonstro amor, cuidado e carinho por eles e nesse momento eu relaxo e cuido da minha saúde mental”, comenta Jussara.

Exercitar o corpo também faz parte da programação do dia a dia, mesmo que de forma diferenciada. “Atividade física aqui em casa é dançar muito. Eu coloco just dance no YouTube, brincamos de pintar e de massinha, mas o que elas mais gostam é de encher a piscina de plástico na varanda. Às vezes, quando sobra um tempo, também faço esteira”, explica Jussara. Portanto, entram ainda na lista de hábitos a serem preservados o tempo a mais com os filhos, o cuidado com idosos e o consumo consciente", conclui Jussara.
 

Julie Begrow, sua filha Emma, e sua mãe, Solange Dannenhauer, treinam juntas por meio de videochamadas

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.