Quarta-feira, 28 de Julho de 2021
REMESSA

Lote de remédio usado em intubação chega ao AM e será distribuído a hospitais

Entre dezembro e janeiro, consumo de Atracúrio, um bloqueador neuromuscular, aumentou mais de 4500% por conta da alta de internações causada pela Covid-19



WhatsApp_Image_2021-02-22_at_14.26.58_EE79B52B-29E7-4969-9677-508CD6D79342.jpeg (Foto: Jamile Alves / Secom)
22/02/2021 às 14:37

Uma remessa com 40 mil ampolas do medicamento Atracúrio, que funciona como bloqueador neuromuscular, chegou na última quinta-feira (18/02), à Central de Medicamentos do Amazonas (Cema) e já está sendo distribuída para as unidades hospitalares. A vinda do insumo é resultado de uma aquisição do Governo do Amazonas, em caráter de emergência, para garantir o abastecimento dos hospitais no atendimento aos casos graves da Covid-19. Ao todo, são 20 mil ampolas de 2,5 ml e outras 20 mil unidades de 5 ml.
 
O Atracúrio é um medicamento que faz parte do kit de intubação e teve alta na demanda nacional com o agravamento da pandemia. No Amazonas, entre os meses de dezembro de 2020 a janeiro deste ano, o consumo do bloqueador neuromuscular teve um aumento de 4.567%, chegando ao consumo mensal de 28 mil ampolas, em virtude da lotação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
 
Em meio à escassez do medicamento no mercado devido à alta demanda, o Governo do Amazonas, por meio da Cema, abriu um edital de chamamento público, no dia 2 de fevereiro, para realizar a compra do insumo em caráter emergencial.
 
Conforme o coordenador da Cema, Cláudio Nogueira, a empresa que venceu o chamamento público fará a entrega de 155 mil ampolas do Atracúrio em três remessas, levando em consideração o tempo de produção do material.
 
“Nós recebemos essas 40 mil ampolas de Atracúrio, que já estão sendo distribuídas para as unidades hospitalares. Além delas, a expectativa é que a partir do mês de março sejam entregues pela empresa fornecedora as outras duas remessas do medicamento, para que assim o Estado possa estar preparado para dar esse suporte aos casos graves”, explicou Nogueira.    
 
Fornecimento às unidades – O coordenador da Cema destaca que o Governo do Amazonas tem se empenhado para garantir o abastecimento contínuo de medicamentos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para as unidades hospitalares.
 
“Recebemos constantemente a chegada de insumos e EPIs na Central de Medicamentos, que são repassados na sequência aos hospitais da capital e do interior. Estamos alinhando a chegada de mais materiais, que também deverá acontecer por meio de editais e, tudo isso para evitar a falta deles em nossas unidades e garantir que os profissionais tenham esse suporte para realização de suas atividades”, concluiu.



News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.