Domingo, 07 de Março de 2021
CENÁRIO

Manaus deixa de transferir bebês prematuros após chegada de oxigênio

Secretaria de Saúde citou 'operação de risco' e manteve os bebês nas maternidades. Manaus vive um cenário de crise crescente pela falta de oxigênio nas unidades de saúde



show_1435393_441873_43BD9024-3DF6-418A-89A5-A3F098FB46E2.jpg Foto: Reprodução/Internet
15/01/2021 às 21:16

Os bebês prematuros que seriam transferidos para outros estados do Brasil não poderão sair de Manaus. A secretaria de saúde do Amazonas informou que nesta sexta (15) que conseguiu oxigênio suficiente para mantê-los nas unidades de saúde. Por se tratar de uma 'operação de risco', o governo local decidiu mantê-los nas maternidades.

Entretanto, a pressão sob o sistema de saúde em Manaus pela falta de oxigênio levou a uma transferência imediata de pelo menos 300 pacientes para pelo menos 6 estados brasileiros, desde as primeiras horas desta sexta-feira, como reportou o A Crítica. 

Manaus vive um cenário de crise crescente pela falta de oxigênio nas unidades de saúde. Governos, artistas e empresários tentam reverter o grave quadro. Nesta sexta-feira (15), o ministro Ricardo Lewandowski mandou o Governo Federal providenciar um plano capaz de suprir as demandas de Manaus, e que deve ser apresentado nas próximas 48 horas.



Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.