Sábado, 24 de Julho de 2021
Covid-19

Manaus deve vacinar 267 mil pessoas acima dos 50 anos por Zona Eleitoral

Com apoio do Comando Militar da Amazônia, o Plano de Aceleração de Vacinação prevê aplicação em pessoas acima dos 50 anos a partir da próxima segunda (22). Zonas Eleitorais funcionarão como pontos de vacinação



show_vacina__o-chile_9254DB97-B49A-4EE4-A7A9-B23B4DF8934B.jpg Foto: Arquivo AC
15/02/2021 às 17:15

O prefeito de Manaus, David Almeida, reuniu-se com o comandante do Comando Militar da Amazônia (CMA), general Estevam Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, na manhã desta segunda-feira (15) para tratar da parceria para reforçar a vacinação contra a Covid-19 das pessoas com mais de 50 anos. Com apoio do Exército, essa fase da vacinação vai acontecer também em zonas eleitorais em todo o estado do Amazonas.

​O governador Wilson Lima e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciaram, na última sexta-feira (12), o Plano de Aceleração de Vacinação contra Covid-19 na Amazônia, que inicia pelo Amazonas a partir do dia 22 de fevereiro. O plano vai permitir a cobertura vacinal de todos os estados da região Norte, iniciando pela capital do Amazonas, Manaus, região metropolitana e interior do estado.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), representada na reunião pela chefa da Divisão de Imunização da Semsa, Isabel Hernandez, informou que o público-alvo do grupo de 50 a 69 anos é de 267.943 pessoas. Essas pessoas, que, segundo o Plano Nacional de Operacionalização da vacina contra a Covid-19, são divididas em quatro grupos para vacinação (50 a 54; 55 a 59; 60 a 64; 65 a 69 anos), serão imunizadas respeitando o esquema diário referente a data de aniversário.



“Nós decidimos que vamos manter a estrutura que já existe na prefeitura, naturalmente ampliando de acordo com a orientação do Ministério da Saúde (MS), de vacinar a faixa acima dos 50 anos. Vamos apoiar com a capacidade logística, mão de obra, digitadores, vacinadores, auxiliares, para agilizar esse processo de vacinação”, comentou o comandante do CMA, general Estevam Theophilo de Oliveira.

Por Zona Eleitoral

O Exército Brasileiro apoiará a execução do plano com uma operação semelhante a que realiza durante o período eleitoral. A instituição realizará a distribuição da vacina, segurança e a montagem dos pontos de vacinação por colégio eleitoral, em todo o estado

O plano estratégico e piloto para acelerar a vacinação no estado foi elaborado pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, juntamente com sua equipe. O objetivo é que as pessoas procurem seu local de votação para tomar a vacina, descentralizando a campanha das unidades básicas de saúde.

A medida deve acelerar a vacinação com a ampliação dos locais para aplicação do imunizante. O foco será a vacinação de toda a população de faixa etária a partir de 50 anos de idade, nesta primeira fase. Para ser vacinado, basta apresentar um documento com foto ou Cartão Nacional de Saúde (CNS).

O ministro Eduardo Pazuello, reafirmou, em Manaus, que enviará vacinas suficientes para acelerar o Plano Nacional de Vacinação, chegando até o público de 50 anos de idade. A vacinação começará imediatamente após a liberação para os estados, do lote que deverá ser entregue ao Ministério da Saúde no dia 22 de fevereiro, devendo iniciar por Manaus e, logo em seguida, levada ao interior do estado.

Segundo Pazuello, só há uma maneira de frear a pandemia no Amazonas e evitar que chegue aos mesmos níveis nos demais estados. “Temos que fazer a vacinação em massa e, nesse primeiro momento, vamos vacinar as pessoas a partir de 50 anos de idade. Vamos antecipar as vacinas para o Amazonas, sem tirar nada dos outros estados”, explicou.

O Ministério da Saúde está trabalhando em todas as frentes para garantir que a vacinação contra a Covid-19 seja realizada de forma ágil, segura e igualitária. A primeira etapa da campanha conta com as doses aprovadas para uso emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e disponibilizadas pelos laboratórios. Atualmente, o Brasil tem 354 milhões de doses de vacinas garantidas para 2021 por meio dos acordos com a Fiocruz (212,4 milhões de doses), Butantan (100 milhões de doses) e Covax Facility (42,5 milhões de doses).

*Com informações da assessoria

 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.