Terça-feira, 13 de Abril de 2021
QUEDA

Manaus tem a menor média móvel de sepultamentos do ano

Com os 31 enterros registrados neste domingo (4), o menor número desde 12 de dezembro, a capital acumulou uma média de 37,4 sepultamentos nos últimos sete dias.



SEPULT_779CBB03-524F-4BE3-8E96-C0392AA6C592.jpg Foto: Michael Dantas / AFP
05/04/2021 às 11:07

A cidade de Manaus iniciou o mês de abril com a menor média móvel de sepultamentos do ano. Com os 31 enterros registrados neste domingo (4), o menor número desde 12 de dezembro, a capital acumulou uma média de 37,4 sepultamentos nos últimos sete dias.

Até o penúltimo dia de março, o dia com menor número de sepultamentos nos cemitérios de Manaus havia sido no dia 19 de março, com 34. No dia 31, foram 32 enterros, o menor até então. Este número se repetiu no dia 2 de abril e foi de 31 sepultamentos neste domingo, mostrando uma tendência mais próxima da normalidade. Sem pandemia, a média de mortes diárias é de 30 pessoas.



Analisando a média móvel, que analisa os dados dos últimos sete dias, Manaus chegou ao menor número desde 15 de dezembro, quando a média foi de 37,1. Com 37,4 referentes ao período entre 29/03 e 04/04, a capital amazonense volta a ter uma média abaixo dos 40 sepultamentos diários, o que ainda não havia acontecido este ano. Somando apenas os 4 dias de abril, a média seria ainda menor: 36.

A queda nos números acontece depois de Manaus vivenciar um novo episódio de caos funerário em janeiro deste ano, com a quantidade de sepultamentos chegando a número jamais vistos - inclusive aqueles da primeira onda de Covid-19. Em 15 de janeiro, Manaus registrou o maior número de sepultamentos da história - 213, e teve outros dois dias acima dos 200 enterros.

News whatsapp image 2019 06 22 at 17.28.20 a187bead 9f3c 42a6 86d0 61eb3f792e97
Jornalista de A CRÍTICA
Jornalista de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.