Domingo, 09 de Maio de 2021
CPI da Covid-19

Mandetta cita ‘constrangimento’ nas determinações do presidente Jair Bolsonaro em relação às ações iniciais de combate à pandemia

De acordo com o ex-ministro, o Governo nunca apresentou ao Ministério da Saúde um planejamento técnico de quais ações deveriam ser tomadas



Mandetta_B7F9C7F2-7696-4C70-9441-EFD753226B63.jpg Foto: Reprodução / TV Senado
04/05/2021 às 11:32

Durante seu depoimento na CPI da Covid-19 que está acontecendo na manhã desta terça-feira (4), o ex-ministro Henrique Mandetta reforça “mal-estar” na discordância das ações de combate à pandemia apresentadas pelo Ministério da Saúde e pelo presidente Jair Bolsonaro.

“Todas as recomendações técnicas que repassamos foram baseadas em ciência, vida e proteção. Fiz as orientações diretamente ao presidente, aos secretários estaduais e sempre coloquei isso de forma muito clara”, afirmou.

Ainda segundo Mandetta, o presidente tinha “um outro olhar” sobre essas medidas e tomava outras decisões. “Era muito constrangedor para o Ministério da Saúde falar de um caminho, enquanto o presidente queria ir pelo outro”, relatou.

Ele citou ainda a carta pessoal que entregou ao presidente falando de quais seriam as principais recomendações para evitar que a doença continuasse se alastrando de forma devastadora.

Mandetta disse que Bolsonaro sempre demonstrava entender todas as questões técnicas sobre a doença. No entanto, dias depois agia de forma totalmente oposta ao que havia sido conversado e tomava medidas não recomendadas pelo Ministério da Saúde, como a sugestão do “confinamento vertical”, por exemplo.



News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.