Quarta-feira, 03 de Março de 2021
DECLARAÇÃO

Ministro segue Bolsonaro e reclama da imprensa: 'É caixão e número de mortos'

Para o secretário do governo, general Luiz Ramos, é 'muita notícia ruim' e é preciso divulgar as 'notícias boas'. Até ontem (22), 2.906 pessoas morreram de covid-19 em todo o Brasil desde o fim de março, de acordo com o Ministério da Saúde



bolsoanro1222_4DA9204F-83B8-4D56-BE65-CB70C3BC31A3.JPG Foto: Ueslei Prado/Reuters
23/04/2020 às 08:45

O ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, criticou nesta segunda-feira a cobertura que a imprensa tem dado à pandemia do novo coronavírus ao dizer que haveria uma veiculação maciça de fatos negativos”.

“É caixão, corpo e número de mortes”, reclamou Ramos em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, ao avaliar que há pessoas idosas e humildes assistindo a esse tipo de noticiário ao longo do dia e que sentem esse tipo de informação.



Para o ministro, a cobertura “não está ajudando”, embora tenha ressalvado que “ninguém aqui está dizendo que tem que esconder”.

O ministro —que tem sob a sua estrutura a Secretaria de Comunicação da Presidência— sugeriu que se faça reportagens em que cite não só o número de mortes, mas também o de curados, e divulgue mais o trabalho dos profissionais de saúde, que chamou de uma “coisa maravilhosa”. Ele disse não ter visto isso na imprensa.

Ramos afirmou ter absoluta certeza que a imprensa tem um papel fundamental para levar as pessoas a se sentirem melhor. Para ele, é “muita notícia ruim” e é preciso divulgar as notícias boas.

“Depois o pessoal acha que o presidente Bolsonaro exagera em alguns comentários”, disse ele sobre o presidente, um forte crítico da cobertura da imprensa mesmo antes da pandemia.

O ministro pediu, “por favor”, para se mostrar as coisas positivas e que, com isso, vai se ter um povo um pouco mais sereno e melhorar o “moral” da população.

No início da sua fala, Ramos disse que o governo Bolsonaro respeita a liberdade de imprensa e a tem como fundamental.

Tudo sobre o Coronavírus



Mais de Acritica.com

2 Mar
155888496_10225477909759177_7982991234948859702_o_85AE5B9F-DF53-47FE-9A87-B7676D39D101.jpg

Briga por herança motivou morte de peixeiro, diz polícia

02/03/2021 às 20:28

Quase duas semanas depois da morte do peixeiro Adinaldo Faria de Souza, 44, a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) concluiu que o assassinato foi resultado de uma trama em família por “herança”, “seguro de vida” e “dinheiro” da vítima


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.