Sexta-feira, 14 de Agosto de 2020
novo coronavírus

Número de mortos está sendo revisado por autoridades da Saúde do AM

FVS investiga óbitos domiciliares e faz revisão de prontuários para ter panorama mais realista da pandemia



mortes_AFED4055-A81E-4782-AD77-CEA562762989.JPG Número de óbitos explodiu entre abril e maio e reduziu neste mês. Foto: Jair Araújo - 06/mai/2020
24/06/2020 às 06:34

As autoridades de Saúde do Amazonas estão fazendo uma grande investigação de óbitos suspeitos de Covid-19 que não tiveram confirmação para doença. O objetivo é dar um cenário mais realista do impacto da pandemia, uma vez que a subnotificação é reconhecida.

Questionada pela reportagem ontem, a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) informou que os números estão sendo consolidados e devem ser apresentados já na próxima semana.



De um lado, segundo a FVS-AM, há a investigação dos óbitos domiciliares ocorridos na capital no ápice do surto. Esse levantamento foi feito nas últimas três semanas e está em fase de tabulação de dados, conforme revelou a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, em entrevista ao A Crítica no último domingo.

Em outra frente de apuração estão os óbitos hospitalares. Nesses casos, está sendo feita a chamada revisão de prontuário. Cinco médicos foram destacados para fazer esse trabalho.

Conforme o boletim epidemiológico divulgado ontem, o total de óbitos confirmados para Covid-19 no Amazonas, até agora, é de 2.686. Há ainda 242 óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) acompanhados pelas autoridades de Saúde - 216 estão em investigação epidemiológica e 26 aguardando resultado laboratorial.

Na entrevista de domingo, Rosemary disse que a FVS-AM observa a existência de uma curva de casos que mostra o “excesso de óbitos completamente fora do padrão e fora do esperado” durante o ápice da pandemia. “Sabemos que muitos desses óbitos não estão identificados como Covid-19”, acrescentou.

“Aqui na FVS-AM, desde o início, nós tratamos essa questão da pandemia com muita transparência. É claro que nós temos muita subnotificação, muitas pessoas ficaram em casa, muitos foram orientados que eles não procurassem as unidades de saúde. Então, muita gente ficou em casa, não teve acesso a testes e nós não sabemos quem são essas pessoas, mas temos a plena consciência de que o número de casos de Covid-19 foi muito maior que os registrados”, disse.

“Nos últimos 20 dias, trabalhamos intensamente para investigação dos óbitos domiciliares em Manaus. Todos os óbitos que podiam ser Covid-19 e sem uma definição de causa básica, eles foram investigados. Agora, nós estamos na fase de tabulação desses dados e de apresentar os resultados no sentido de esclarecer esses óbitos em casa”, informou.

“Queremos também entender quais foram aqueles óbitos em casa em que a pessoa morreu por uma outra causa. Queremos saber se essas pessoas morreram em casa tentaram chegar ao pronto socorro para receber a assistência adequada e não receberam ou se elas ficaram com medo de ir procurar assistência e se contaminarem com a Covid-19”, disse Rosemary.

“Nós montamos uma comissão de investigação de óbitos hospitalares. Nós queremos saber se daqueles óbitos que ocorreram em hospitais que tinham sintomas, podem ter sido Covid-19. Dessa forma, nós estamos fazendo revisão de prontuário, temos cinco médicos que estão trabalhando nisso para tentar identificar, o máximo possível, os óbitos que podem ter sido por Covid-19 justamente porque nós queremos saber a nossa realidade”, finalizou.

Capital tem a maioria das mortes

O boletim da FVS-AM de ontem informou ainda que foram confirmados mais 15 óbitos pela doença, dos quais seis ocorridos nas 24 horas entre segunda-feira e ontem, todos de pacientes que estavam internados em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), e nove que tiveram confirmação diagnóstica na data de ontem, elevando para 2.686 o total de mortes.

Entre pacientes em Manaus, há o registro de 1.727 óbitos confirmados em decorrência do novo coronavírus.

No interior, são 55 municípios com óbitos confirmados até o momento, em um total de 959. A lista inclui Manacapuru (123), Coari (78),  Tefé (76),  Parintins (72) e  Tabatinga (70) com até 70 mortes registradas.

AM confirma 65.073 casos

Mais 1.342 casos de Covid-19 foram diagnosticados ontem no Amazonas, sendo 23 casos novos detectados por exame de biologia molecular RT-PCR e 1.319 por testes rápidos, com data de sintomas entre oito a 60 dias,  totalizando 65.073 casos confirmados do novo coronavírus no Estado, segundo boletim epidemiológico consolidado pela FVS-AM.

Ao todo, 52.771 pessoas já passaram pelo período de quarentena (14 dias) e se recuperaram da doença. O boletim  aponta ainda que 9.616 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão sendo acompanhadas, ou seja, são casos confirmados nos últimos 14 dias, que se encontram internados ou em isolamento domiciliar.

Entre os casos confirmados de Covid-19 no Amazonas, há 310 pacientes internados, sendo 212 em leitos clínicos (17 na rede privada e 195 na rede pública) e 98 em UTI (22 na rede privada e 76 na rede pública).

Há ainda outros 224 pacientes internados considerados suspeitos e que aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 132 estão em leitos clínicos (17 na rede privada e 115 na rede pública) e 92 estão em UTI (17 na rede privada e 75 na rede pública).

De acordo com números consolidados pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam) na última segunda-feira, a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid era de 65%, e a taxa de UTI não Covid era de 63%.

Em relação aos leitos clínicos Covid, a taxa de ocupação estava em 49% nesta segunda-feira; já os leitos não-Covid registravam 69% de ocupação.

Dos 65.073 casos confirmados até ontem, 25.710 são de Manaus (39,51%) e 39.363 do interior o (60,49%). Envira é o único município do Amazonas sem caso confirmados de Covid-19.

Além da capital, 60 municípios têm casos confirmados. Coari (3.509), Manacapuru (3.095), Tefé (2.959), São Gabriel da Cachoeira (2.565), Parintins (2.329),  Benjamin Constant (1.426), Itacoatiara (1.374),  Tabatinga (1.267) e Iranduba (1.204) superam os mil casos.

Com informações dos repórteres Karol Rocha e Daniel Amorim

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.