Sexta-feira, 07 de Maio de 2021
DECLARAÇÃO

OPAS alerta que coronavírus 'não mostra sinais de desaceleração nas Américas'

Organização afirmou que até 20 de julho havia 311.000 mortes nas Américas e que na semana passada a região chegou aos 900.000 novos casos com 22.000 mortes, em sua maioria no Brasil, México e Estados Unidos



727b6c7c29d11d0ae3016b12230c88a223d69221_EA25DC9C-7C4B-4E98-BB05-4C2A80C015E0.jpg Foto: Divulgação
News thumb afp d084093c bf21 4ede 853c 0cfb6068260d AFP
21/07/2020 às 14:41

A diretora da Organização Pan-americana da Saúde (OPAS), Carissa Etienne, alertou nesta terça-feira (21) que a pandemia de coronavírus "não mostra sinais de uma desaceleração" nas Américas, onde a maioria das mortes se concentram no Brasil, México e Estados Unidos.

Etienne afirmou que até 20 de julho havia 311.000 mortes nas Américas e que na semana passada a região chegou aos 900.000 novos casos com 22.000 mortes, em sua maioria no Brasil, México e Estados Unidos.



A diretora da OPAS destacou, entretanto, a situação do Canadá, que conseguiu aplanar a curva de contágios enquanto no restante da América do Norte os casos continuam aumentando.

Etienne também afirmou que, na semana passada, a maioria dos países da Mesoamérica registraram o maior aumento semanal de casos desde o início da pandemia. 

Por outro lado, ela destacou que em pleno inverno no Hemisfério Sul, Chile, Argentina e Uruguai alcançaram progressos significativos no monitoramento da gripe.

"Há uma circulação muito baixa da gripe registrada nesses países, o que indica que a higiene de mãos e o distanciamento social também podem contribuir para a redução de outros vírus respiratórios", comentou. 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.