Quarta-feira, 03 de Junho de 2020
hábitos

Especialistas orientam para novo estilo de vida durante pandemia

Em um período de mudanças de rotina muitas pessoas se perguntam o que pode ser feito para encarar as mudanças e até mesmo ganhar uma resposta positiva no sistema imunológico



WhatsApp_Image_2020-04-09_at_21.08.13_2A3283B0-29E9-497C-A731-64F68CFEDA08.jpeg Foto: Divulgação
09/04/2020 às 21:38

Por: Guto Oliveira

Definitivamente a rotina da população mundial não é mais a mesma. A preocupação atual é atender as recomendações dos órgãos sanitários evitando contatos sociais, intensificando hábitos de higiene ou deslocamentos para contenção de um inimigo invisível e ainda em estudo.



Tudo isso levou a várias mudanças de rotina e comportamentos e nos remetem a reflexões sobre o que podemos melhorar em um momento em que enfrentamos o Covid-19. Será que além disso é possível aproveitar o momento para se reeducar e ainda, se possível, evitar a doença?

Segundo especialistas ouvidos pelo PORTAL  ACRÍTICA, mudar alimentação e praticar atividades físicas podem melhorar a resposta imunológica do corpo humano e reduzir as chances de ser exposto ao vírus.      

Segundo o farmacêutico ortomolecular, Carlison Robert, com o aparecimento do Covid-19 vivemos uma época onde o medo é eminente e as pessoas buscaram isolamento como forma de se prevenir.

E embora os estudos mostrem que o principal alvo do vírus são pessoas idosas ou com doenças de base (hipertensão, diabetes), surge uma grande questão: apenas 9% da população brasileira é idosa.

“Então porque nós brasileiros estamos preocupados com esse vírus? E a reposta, para o farmacêutico é: ‘somos uma população doente’”, aponta o especialista.

Cuidados

De acordo com os últimos levantamentos da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas (Vigitel), o Brasil é o 4º pais do mundo com o maior números de diabéticos, 7% da população total. Além disso, 35% da população sofre com hipertensão e muitos nem sabem disso.

“São doenças provenientes de sobrepeso e obesidade. Obesidade é uma doença crônica e pode se associar ao diabetes, hipertensão, doenças cardíacas, doenças pulmonares, além de promover alterações hormonais, levando a um estado inflamatório permanente e maior susceptibilidade às complicações do Covid-19”, explica Robert.

Associado a seu apontamento, ele lembra que o vírus é altamente transmissível e para se precaver em relação a isso, somente ficando em casa.  Além disso, o especialista alerta que pode ser feito um trabalho para melhorar a reação que a transmissão pode causar.

“O problema principal não é o vírus, mas sim o hospedeiro, que somos nós que estamos imunodeprimidos, com doenças de base, mal alimentados, sedentários. Se tivéssemos todos com a saúde em dia, o vírus com certeza não nos afetaria tanto”, afirma.

Prevenção

Para a médica ortomolecular, Dra. Caroline de Oliveira Frota, é importante frisar que com a disseminação de informações de todas as formas sobre o coronavírus (Covid-19), a população deve estar atenta a dados importantes e de fonte segura.

A médica destaca que devido à novidade do Covid-19, nenhuma pesquisa revisada foi publicada sobre a eficácia de intervenções na dieta ou no estilo de vida para sua prevenção ou tratamento. No entanto, existem dicas que podem contribuir na prevenção.

O estresse crônico pode alterar negativamente as respostas do sistema imunológico, aumentando a probabilidade de você ficar doente. Carol diz que é interessante identificar suas estratégias pessoais de redução do estresse e praticá-las regularmente.

Outro fator importante nesse processo é o sono, o qual tem forte influência na função imunológica, por isso é essencial dormir bastante.

“Pratique uma boa higiene do sono e mantenha horas de sono consistentes - desligue as telas, verifique se o quarto está fresco, silencioso e escuro e coloque um lembrete para ajudar a ir para a cama a tempo”, orienta.

Outro lembrete são os exercícios:

“A atividade física regular e moderada ajuda a aumentar a função do sistema imunológico, aumentando os níveis de glóbulos brancos e anticorpos que combatem infecções, aumentando a circulação e diminuindo os hormônios do estresse. Estabeleça e siga um programa de exercícios não apenas para ajudar a prevenir infecções respiratórias, mas também para melhorar a resiliência cognitiva e física”, garante a médica.

Estilo de vida

A nutricionista especializada em nutrigemônica e nutrigenética, Lenisse Tomasseli, orienta que alimentar-se com comida de verdade, evitando os lanches gordurosos, alimentos prontos e congelados com ingredientes que sua avó não reconheceria pelo nome já é um primeiro passo.

Segundo ela, o aumento do consumo de vegetais entre frutas, legumes crus ou cozidos, comer cortes magros de carnes, investir no tradicional feijão e arroz e trocar guloseimas por frutas também já ajudam no início para essa mudança.

“Faça higiene do sono e saia de frente das telas meia hora antes de deitar. Mexa-se, cuide das plantas, arrume armários, faça desapegos, dance, use aplicativos de atividades físicas se puder e crie uma rotina para que você não fique neste "eterno domingo ", ensina.

Ela ressalta que a mudança de estilo de vida faz com que as pessoas mudem de dentro para fora, ressignifique certos hábitos e crenças e com isso melhore sua qualidade de vida, seu bem-estar e saúde global.

“Alimentação saudável é fundamental para o equilíbrio do organismo como um todo. A mente influencia o corpo e vice-versa. É uma via de mão dupla. É importante cuidar da microbiota intestinal, pois é nos intestinos que é produzida a maior parte da serotonina de nosso corpo- neurotransmissor que ajuda a regular o humor, sono, apetite dentre outras funções que estão diretamente ligadas a sensação de bem estar físico e mental”, avalia.

Outro recado dado pela nutricionista é que a população passe a filtrar os conteúdos que assiste e ouve; aproveite o tempo com a família; evite ficar sentado muito tempo e na mesma posição; não use alimentos como distração ou conforto.

“Tirar o foco de notícias ruins que chegam a todo instante, buscar equilibrar a mente com boas leituras, atividades, filmes e conversas em família tem agora uma oportunidade única porque o mundo literalmente parou”, conclui.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.