Segunda-feira, 25 de Maio de 2020
POLÊMICA

Presidente da ALE-AM, Josué Neto chama coronavírus de ‘vírus chinês’

Declaração aconteceu durante anúncio de filiação ao PRTB e oficialização de pré-candidatura à Prefeitura de Manaus



4966F8A0-6C8E-453C-AFA3-28C178E95EF2_A23EF06D-FEDB-487C-B276-CD576358990E.jpeg Foto: Arquivo/A Crítica
02/04/2020 às 20:59

Ao fazer anúncio da sua filiação e oficialização da pré-candidatura à Prefeitura de Manaus pelo Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) na tarde desta quinta-feira (2), o deputado estadual Josué Neto chamou a Covid-19, vírus altamente contagioso, que já acometeu 229 pessoas e registrou 5 mortes no estado, de “vírus chinês”. 

A declaração do presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) foi dada em uma transmissão em tempo real por uma rede social. Respondendo perguntas de jornalistas e apoiadores, Josué enfatizou que a emergência causada pelo novo coronavírus é uma crise mundial enfrentada por “países de primeiro mundo”



“É um momento difícil não só de Manaus, nem do Brasil, mas inclusive de países desenvolvidos, de primeiro mundo, onde já se tem mais de 40 mil mortos no planeta por conta desse ‘vírus chinês”, diz o deputado.

No dia 18, o deputado federal (PSL-SP) Eduardo Bolsonaro protagonizou uma crise diplomática com a China por comparar postura da China diante do novo coronavírus com a atitude da antiga União Soviética após o acidente na usina de Chernobyl. A mensagem do deputado foi rebatida pelo embaixador da China no Brasil, Yang Wanming.

PRTB

A sigla é comandada nacionalmente pelo presidenciável Levy Fidelix, conhecido por propostas inusitadas como o aerotrem e pela frase “aparelho excretor não reproduz”, dita durante um debate nas eleições de 2014.

No Amazonas, Neto vai passar a comandar a sigla regionalmente, antes comandada pelo vice-governador do Amazonas, Carlos Almeida (PTB).

Na mesma ocasião, o já prefeiturável anunciou a filiação do superintendente da Suframa, Alfredo Menezes ao PRTB e conclamou aos direitistas do Amazonas por uma frente ampla conservadora contra a esquerda e em defesa do presidente Jair Bolsonaro, da família, deus e pátria. 

“Quero convidar toda direita de Manaus, toda direita do Amazonas, para que a gente possa caminhar juntos, para tirar de vez a esperança da desastrosa administração que teve a esquerda no Brasil nos últimos 15 anos. Portanto, quero citar nomes do deputado Péricles, deputado Felipe Souza, colegas valorosos da Assembleia, que membros de partidos de direita. Quero também convidar o capitão e deputado federal Alberto Neto, o vereador Chico Preto, convidar o empresário Romero Reis para estar conosco e faz com que Manaus tenha uma gestão participativa”, pediu Josué.

A luta de Josué para ter um partido para chamar de seu começou por conta do imbróglio em firmar um acordo com os dirigentes do PSD, o senador Omar Aziz, coordenador da bancada do Amazonas no Congresso Nacional e presidente estadual, e Nejmi Aziz, presidente municipal, para deixar o partido amigavelmente, sem o risco de perda do mandato. 

Sem o acordo, caso Josué Neto saísse do partido, Nejmi Aziz, que é a primeira suplente do PSD na Assembleia Legislativa, assumiria o cargo do deputado estadual. A saída consensual do PSD se deu em fevereiro.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.