Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021
VACINA INAUGURADA

Primeira vacinada no Brasil é enfermeira de São Paulo

Mônica Calazans, de 54 anos, trabalha na UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo. Do grupo de risco, ela inaugurou o uso da CoronaVac no Brasil



intensivista-monica-calazans-54-anos-e-a-primeira-brasileira-vacinada-no-brasi_5C8AD47E-5CC5-48B5-B385-2972A697BBF4.jpeg Foto: Divulgação
17/01/2021 às 14:50

A primeira pessoa escolhida para tomar a Coronavac, vacina do laboratório chinês Sinovac , em parceria com o Instituto Butantan, é uma mulher, negra e enfermeira.

Mônica Calazans, de 54 anos, trabalha na UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo. Do grupo de risco, ela é obesa, hipertensa e diabética.



Moradora de Itaquera, na zona leste da capital, ela trabalha em dias alternados, em escala de 12 horas.

Mesmo com comorbidades, em maio, no auge da pandemia da Covid-19, ela decidiu se inscrever para as vagas de enfermagem abertas no regime de CTD (Contrato por Tempo Determinado). E escolheu o Emílio Ribas para trabalhar.

Viúva, ela mora com o filho, de 30 anos. Além disso, ela cuida da mãe, de 72 anos, que vive sozinha em outro imóvel. Cuidadosa, até a agora ela não foi contaminada pelo vírus. Esta matéria contém informações da jornalista Mônica Bergamo.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.