Terça-feira, 03 de Agosto de 2021
Novo relatório

Sobe para 140 o número de infectados pela Covid-19 na Copa América

No relatório anterior, divulgado na última quinta-feira (17), eram 66 infectados pela doença.



20210621171805_51254853639-2d63c03783-c_8EA4B14D-2F2F-4A93-98C1-39AB245684F1.jpg Foto: Reprodução/Internet
21/06/2021 às 17:58

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) divulgou, nesta segunda feira (21), um novo relatório sobre o número de infectados pela Covid-19 durante a realização da Copa América. Oito dias após a abertura do evento, 140 pessoas já foram contaminadas, segundo a entidade. No último comunicado, publicado na última quinta (17), eram 66 infectados pela doença.

Conforme a Conmebol, foram realizados 15.235 testes desde o início da competição, e 140 deles tiveram resultados positivos para a doença, o que representa 0,9% do total de exames realizados. A entidade informou que, a maioria dos casos positivados foi de operários e empregados terceirizados, mas cita ainda casos em membros de delegações.



Embora a entidade não tenha informado no documento quantos casos são de delegações estrangeiras participantes do torneio, seleções da Venezuela, Colômbia, Chile e Bolívia já relataram casos em jogadores e membros de comissão técnica. Devido a estes casos, a Conmebol alterou o regulamento da Copa América, que antes limitava a cinco as substituições de atletas infectados. Agora, não há mais limites para mudanças.

“Todos os envolvidos na competição passam regularmente por testes PCR a fim de detectar possíveis casos, isolar os afetados e prevenir a propagação do vírus. Esses controles abarcam desde jogadores a pessoal operacional da Conmebol , incluindo árbitros, técnicos, assistentes e funcionários terceirizados”, diz trecho do relatório. 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.