Quinta-feira, 04 de Junho de 2020
PRECAUÇÃO

TCE suspende abertura de ano letivo da Escola de Contas com ministro do STF

Decisão da presidência da Corte de Contas atende a orientação do Ministério da Saúde de evitar aglomerações de pessoas em ambientes fechados. Ao menos 600 pessoas eram esperadas para o evento



xluisrobertobarroso.jpg.pagespeed.ic.FT74FP4QGW_3322C211-6CF4-4444-8334-74FA87C28FFA.jpg Foto: Divulgação/STF
14/03/2020 às 09:40

Com expectativa de participação de mais de 600 pessoas, entre autoridades, servidores públicos, representantes da sociedade civil e estudantes, a Semana de Abertura do Ano Letivo da Escola de Contas (ECP) - com a palestra magna do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Barroso - e o "Ouvidoria Day" foram cancelados pelo conselheiro-presidente do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), Mario de Mello. Os dois eventos aconteceriam a partir desta segunda-feira (16) no TCE.

A decisão foi tomada na noite desta sexta (13) entre o presidente, o ouvidor-geral do TCE, conselheiro Érico Desterro, e a coordenadora da ECP, conselheira Yara Lins dos Santos, seguindo às recomendações do Ministério da Saúde, da Fundação de Vigilância Sanitária e de outros Tribunais do país, que orientam a evitar aglomerações de pessoas em ambientes fechados por causa pandemia do Coronavírus, que já chegou ao Estado.



A nova data dos eventos será divulgada pelo TCE em período oportuno.

Cursos e como ficam os inscritos 

A abertura do ano letivo teria a aula magna com o ministro Luís Barroso, que já havia confirmado sua vinda ao Amazonas. Ele desembarcaria em Manaus neste domingo à noite. A programação extensa da ECP, com vários cursos, seguiria no auditório do TCE durante toda a semana.

Já o "Ouvidoria Day" - evento que reuniria ouvidores e controladores de todo o Estado no TCE - aconteceria na segunda (16) à tarde. Na ocasião, seria celebrado, em sintonia com os 33 Tribunais de Contas do país, o Dia Nacional do Ouvidor. Até ontem, 15 Tribunais de Contas, entre eles o de São Paulo, Santa Catarina e Alagoas, já haviam cancelados os respectivos "Ouvidoria Day".

"Não tenho dúvida da grandiosidade dos eventos, mas hoje, pelo avanço do Coronavírus e a confirmação de um caso em Manaus e outros suspeitos, é prudente e responsável não reunir um número tão grande de pessoas em um mesmo lugar. O momento agora é de colaborar no combate", ressaltou o conselheiro Mario de Mello, ao pedir desculpa a todos que haviam feito a inscrição e se programado para participar dos eventos no TCE.

"Por precaução, seguindo as orientações dos órgãos competentes, decidimos, com anuência do presidente do Tribunal, conselheiro Mario de Mello, por suspender a realização do evento até uma data oportuna", informou o ouvidor-geral do Tribunal, conselheiro Érico Desterro.

Segundo a conselheira Yara Lins dos Santos, inscrição dos paticipantes, continuam válidas. A ECP deverá entrar em contato com os inscritos, posteriormente, para informar as novas datas, assim que forem definidas.

Desde quinta-feira passada, por determinação da presidência, a Diretoria de Saúde do TCE tem intensificado internamente o trabalho de conscientização e prevenção do Coronavírus, distribuindo folder e orientando servidores, estagiários e colaboradores do Tribunal.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.