Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020
exclusivo

Teste rápido para profissional de saúde com sintomas pode ser agendado pelo SASi

De acordo com a diretora-presidente da FVS, Rosemary Costa Pinto, o agendamento permitirá a triagem dos profissionais que precisam fazer o teste, além do monitoramento dos mesmos



1_8E1yfXx_6AC428A7-2410-42F2-90EC-1580206C25A1.jpeg Foto: Divulgação
16/04/2020 às 11:04

Profissionais de saúde do Amazonas que estão atuando na rede de saúde e apresentarem sintomas do novo coronavírus (Covid-19) já podem pré-agendar o teste rápido por meio do aplicativo SASi, do Governo do Amazonas. O SASi está disponível nas lojas de aplicativos de celular e no site da FVS.

De acordo com a diretora-presidente da FVS, Rosemary Costa Pinto, o agendamento permitirá a triagem dos profissionais que precisam fazer o teste, além do monitoramento dos mesmos.



“Ele (o aplicativo) está disponibilizado no site da FVS, vai ter lá um link específico para que todos os profissionais da saúde baixem o aplicativo e possam entrar em monitoramento à medida que desenvolvam sintomas. Ele (o profissional) vai ter, automaticamente, agendada a sua data de exame, na data exata ele vai fazer o teste rápido, sendo negativo ele vai estar apto para continuar seu trabalho, sendo positivo ele então vai cumprir todo o período de quarentena”, explicou Rosemary.

O objetivo, segundo a diretora da FVS, é  agilizar o diagnóstico dos profissionais e afastá-los durante o período de sintomas, evitando a  contaminação de pacientes e permitindo o monitoramento do quadro para evitar o agravamento e prevenir o óbito.

Mas ela alerta que o teste só é eficiente a partir do oitavo dia de sintoma, quando o organismo começa a produzir os anticorpos que vão acusar o resultado positivo. Antes disso, as chances de dar falso negativo são altas. Ela também observa que o profissional precisa estar atuando na rede de saúde.

O serviço de testagem está sendo feito em parceria com a Escola de Enfermagem e com a Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Após fazer o agendamento por meio do aplicativo, o profissional será avisado do dia do teste, que deverá ser feito na Escola de Enfermagem, no bairro Adrianópolis, zona centro-sul.

No local haverá uma triagem para checar as informações apresentadas no agendamento e confirmar se o profissional está atuando na rede, bem como se preenche os requisitos para a testagem.  A atendimento presencial é apenas para quem estiver agendado.

A presidente da FVS lembra que a equipe de coleta é limitada e tem capacidade para atender até 60 pessoas por dia – 30 pacientes pelo período da manhã e 30 à tarde. Por isso a necessidade de agendamento prévio. O profissional sairá com seu resultado nas mãos para apresentar  nas unidades de saúde que atuam

Passo a passo – O profissional de saúde da capital que apresentar febre e sintoma respiratório vai procurar nas lojas de aplicativos de celular ou acessar pelo telefone o site da FVS para acessar o link de download do aplicativo de monitoramento SASi.

Com um código exclusivo para o profissional de saúde (YPV33), o usuário vai cadastrar dados pessoais, como nome, telefone e realizar a solicitação do exame somente a partir do 8º dia de sintomas. Em seguida, o profissional vai anexar o atestado médico e selecionar o ícone “Próximo”. Uma mensagem vai informar o status do pedido e a data do agendamento que poderá ser acompanhada no menu, pelo ícone “Histórico”.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.