Sexta-feira, 29 de Maio de 2020
INTERNET

Twitter lança alertas contra informações erradas sobre Covid-19

O Twitter incluirá alertas em alguns tuítes com informações controversas ou enganosas sobre o Covid-19, disse a empresa nesta segunda-feira, como parte de uma nova abordagem à desinformação que eventualmente se estenderá a outros tópicos



REPRODU__O_twitter_60B95BC3-9D60-491A-AD98-C2C5AE433ED3.jpg Foto: Reprodução
12/05/2020 às 14:29

O Twitter incluirá alertas em alguns tuítes com informações controversas ou enganosas sobre o Covid-19, disse a empresa nesta segunda-feira, como parte de uma nova abordagem à desinformação que eventualmente se estenderá a outros tópicos.

As novas identificações do Twitter fornecerão links para mais informações nos casos em que o risco de danos do tuíte não seja grave o suficiente para ser removido, mas as pessoas possam ficar confusas ou induzidas, disse o Twitter em um post.    



A empresa disse que, dependendo da propensão a danos e do tipo de informação enganosa, também podem ser adicionados avisos para dizer que o tuíte entra em conflito com a orientação de especialistas em saúde pública antes que o usuário o veja.    

O Twitter afirmou que esses avisos, que serão parecidos com os lançados para sinalizar mídia sintética e manipulada, também serão aplicados aos tuítes enviados antes do anúncio do Twitter e serão usados ​​independentemente de quem enviou o tuíte.     

Sites de mídia social, incluindo o Facebook e o YouTube, estão sob pressão para combater as desinformações que se espalharam em suas plataformas sobre a pandemia de Covid-19 causada pela pandemia do coronavírus.    

As informações falsas variam de curas falsas a orientações erradas, vinculando o vírus a teorias da conspiração sobre figuras importantes, como o cofundador da Microsoft Bill Gates ou sobre a tecnologia de telefonia móvel 5G.     

Os parceiros terceirizados de verificação de fatos da gigante de mídia social Facebook, incluindo Reuters, classificam e desmascaram conteúdo viral no site. No mês passado, o YouTube disse que também começaria alertar sobre informações com artigos de terceiros verificados para os EUA.     

Os avisos do Twitter vincularão a uma página selecionada pela empresa ou a uma fonte confiável externa que contenha informações adicionais.

“Uma das diferenças em nossa abordagem aqui é que não estamos esperando que terceiros tomem uma decisão”, disse Nick Pickles, diretor de políticas públicas do Twitter.    

O Twitter disse que não adotará ações em tuítes com informações não confirmadas no momento do compartilhamento, mas pode colocar avisos naqueles sobre assuntos controversos, bem como aquelas confirmadas como falsas.    

Em março, o Twitter proibiu tuítes que contrariam as orientações da Covid-19 das autoridades de saúde pública. Na segunda-feira, o chefe de integridade do site do Twitter, Yoel Roth, disse continuaria priorizando a remoção de tuítes, como aqueles que dizem às pessoas para parar o distanciamento social.

  

 

 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.