Sexta-feira, 27 de Novembro de 2020
Apoio aos indígenas

Unicef, Coiab e Fiocruz lançam projeto apoiar povos indígenas da Amazônia na prevenção à Covid-19

Estima-se que o projeto vai beneficiar mais de 29 mil famílias com informações sobre riscos e prevenção do Covid-19, incluindo ainda a entrega de kits de higiene



Sem_t_tulo_2FF75FD4-C323-4B21-B176-9F2D4F55AB9E.jpg Foto: Adriano Machado / Reuters
28/10/2020 às 10:50

Nesta terça-feira, dia 27, ocorreu a Live de lançamento do projeto “Apoio para os Povos Indígenas da Amazônia brasileira na prevenção à COVID-19 e mitigação dos seus impactos”. A iniciativa visa contribuir no combate a transmissão de Covid-19 entre as comunidades indígenas da região amazônica.

As ações serão concentradas no fortalecimento de medidas para conter a propagação da pandemia Covid-19 e seus impactos imediatos sobre famílias e crianças em comunidades indígenas nos quatro estados, cobrindo 70 % da população total de indígenas da Amazônica brasileira.



Para tanto, a ação prevê entrega de kits de higiene para famílias indígenas, acompanhado de materiais informativos sobre a Covid-19 em línguas indígenas. Além disso, também estão previstas ações de proteção de crianças e adolescentes indígenas e desenvolvimento de capacidades para profissionais que atuam na linha de frente na promoção da saúde e dos direitos dos povos indígenas. Os profissionais e representantes públicos serão treinados em saúde mental e na resposta ao apoio psicossocial para prevenção à violência. Crianças, adolescentes e mulheres indígenas terão acesso gratuito e solidário à proteção comunitária contra diferentes formas de violência.

O projeto tem como área de abrangência os estados do Amazonas, Acre, Pará e Roraima. Suas ações serão desenvolvidas por meio de parceria entre o UNICEF, a Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB) e a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ Amazonas/Instituto Leônidas e Maria Deane) com o apoio da USAID (Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional).

Na ocasião, Anyoli Sanabria, coordenadora do UNICEF no Território Amazônico, falou sobre a importância da parceria firmada e as expectativas do UNICEF em relação ao projeto. “Partimos do diagnóstico que era necessário ampliar o acesso dos povos indígenas às informações chave referente à prevenção do novo coronavirus, acompanhado de itens de higiene e limpeza que possam contribuir com os esforços de prevenção que já são realizados pelos povos indígenas. Além disso, percebemos a necessidade de apoiar as comunidades na mitigação dos impactos, por meio de estratégias de promoção da saúde mental, apoio psicossocial e proteção de crianças e adolescentes”, esclarece Anyoli.

Pela COIAB, Mariazinha Baré, gerente de projetos, explicou as ações lideradas pela instituição na parceria. “O projeto visibiliza o protagonismo da COIAB, fortalece a rede de organizações indígenas e a rede de jovens comunicadores indígenas que terá papel fundamental na execução das ações com as crianças, adolescente, jovens e mulheres no enfrentamento à pandemia da Covid-19. As parcerias, apoios e doações tem sido primordial para o alcance das atividades nos locais mais longínquos da nossa Amazônia”, descreve Mariazinha.

“A Fiocruz tem trabalhado muito intensamente na capacitação principalmente de profissionais de saúde, da assistência social e da educação para mitigar os efeitos da pandemia sobre a saúde mental e assistência psicossocial aos diversos públicos no Brasil”, informa Michele Rocha El Kadri, pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz, que ressaltou o trabalho desenvolvido pela Fundação com povos indígenas.

A Live de abertura da iniciativa já se encontra disponível no canal do UNICEF no Youtube pelo link https://www.youtube.com/watch?v=gz6EYMry138. Outras lideranças indígenas como a coordenadora da União das Mulheres da Amazônia Brasileira de Roraima, Telma Taurepang, a mobilizadora da Juventude Indígena do projeto no Acre, Alana Manchineri, e da coordenação da COIAB, Nilcelio Djahui e Nara Baré também fizeram parte da abertura. 

Sobre o UNICEF

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) é a agência das Nações Unidas com maior capilaridade no território brasileiro, com um total de nove escritórios de campo com parcerias de longa data em mais de 1.924 municípios da Amazônia e do Semiárido, bem como em 10 grandes cidades brasileiras.

O UNICEF está, portanto, bem posicionado para fornecer um programa oportuno e específico para o contexto e apoio humanitário em áreas geográficas vulneráveis, incluindo locais remotos. Escritórios do UNICEF nos estados do Amazonas, Pará, Maranhão e Roraima compõem a equipe do Território Amazônico, composta por especialistas do programa em áreas como proteção à criança, educação, saúde e nutrição, WASH, monitoramento e avaliação, comunicação, mobilização social e ação humanitária. Após mais de 30 anos de implementação de programas nos nove estados amazônicos, o UNICEF tem uma forte presença em toda a região com parcerias bem estabelecidas com partes interessadas estratégicas, incluindo Universidades, Governos Estaduais, Governos Municipais, Fundações, Institutos, Conselhos Municipais e Estaduais sobre os Direitos dos Crianças e Adolescentes, Ministério Público, Organizações Não Governamentais da Sociedade Civil, Ministério Público e Judiciário, Organizações Indígenas, entre outros.

O UNICEF Brasil está implementando seu programa nacional por meio de duas estratégias principais, a saber, a Iniciativa do Selo Municipal do UNICEF, uma grande iniciativa intersetorial e multi-institucional que atualmente envolve 1.924 municípios na Amazônia e semiárido, e a Plataforma para Centros Urbanos, implementada em dez grandes Cidades brasileiras, incluindo Manaus, Belém e São Luís.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.