Publicidade
Cotidiano
Notícias

80% das universidades do Amazonas são avaliados como 'regular' pelo MEC

Apenas uma instituição de Manaus, do ensino particular, integra o chamado "grupo de excelência", que apresenta nota acima de 3 - numa escala que vai até 5. As duas universidades públicas, Ufam e UEA, foram classificadas como "regular" 19/12/2014 às 09:46
Show 1
Faculdade Martha Falcão foi avaliada pelo MEC como o melhor do Amazonas, com nota 4 no Conceito Preliminar de Curso em 2013
Cynthia Blink Manaus (AM)

Os desempenhos das universidades do ensino público e privado do Amazonas analisadas pelo Ministério da Educação (MEC) em 2013 foram divulgados nesta quinta-feira (18) e apresentaram resultados semelhantes aos do ano de 2012. No ano passado, das 19 instituições avaliadas, 15 foram classificadas como regular e apenas uma integra o grupo de excelência na escala.

A faculdade privada Martha Falcão foi avaliada pelo MEC como o melhor do Amazonas, com nota 4 no Conceito Preliminar de Curso (CPC) em 2013, a mesma pontuação recebida em 2012. O CPC é o indicador de qualidade das graduações, que avalia o desempenho no ENADE, a titulação do corpo docente e a infraestrutura da instituição de ensino com notas entre 1 e 5 - médias 1 e 2 são consideradas insatisfatórias.

Enquanto as particulares Faculdade do Amazonas e Faculdade Táhiri subiram suas pontuações de 2, em 2012, para 3 em 2013, a faculdade privada Faculdade Salesiana Dom Bosco apresentou nota 2, inferior a nota recebida em 2012 e deverá prestar esclarecimentos ao MEC, estando sujeita a supervisão e pode até mesmo ser fechada. Na mesma situação da Faculdade Salesiana, está a faculdade privada de Odontologia de Manaus, que recebeu nota 2: apesar de ter melhorado em relação a 2012, quando recebeu nota 1, a instituição permanece na faixa classificada como inadequada.

A relação das notas de cursos e instituições de ensino superior do país, públicas e privadas, foi divulgada na quinta-feira (18), no Diário Oficial da União. 

Universidades públicas

Os cursos da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) apresentaram desempenho regular, as duas faculdades públicas do Amazonas receberam nota 3, a mesma nota que receberam no ano de 2012.

Medicina no Brasil

Nenhuma das 154 instituições que oferecem cursos de medicina recebeu nota máxima 5, sendo que 27 dessas instituições foram reprovadas. Três aparecem com "sem conceito", o que significa que são cursos recém-abertos e ainda não completaram um ciclo de avaliação, por tanto, não foram analisados. No Amazonas, apenas o Instituto de Ensino Superior Materdei aparece sem conceito.


Publicidade
Publicidade