Publicidade
Cotidiano
Notícias

À distância: estudar na Internet proporciona conhecimento mais prático e barato

De idiomas a preparatórios para concursos: estudantes optam por cursos online devido a flexibilidade de tempo, menor investimento financeiro e praticidade 30/08/2015 às 18:06
Show 1
Erica Vieira faz cursinho preparatório para a OBA via Internet
Cinthia Guimarães Manaus (AM)

Na era da Internet as possibilidades de aprendizados são infinitas. Se por um lado as redes sociais podem desviar o foco do estudante, os cursos de educação à distância (EAD) são aliados de uma boa rotina de estudos, que trazem conteúdos multimídias desde vídeoaulas, professores ao vivo por Skype, apostilas em formato PDF, podcasts e exercícios em tempo real. Cada vez mais pessoas elegem a educação à distância como uma opção a fim de economizar tempo e dinheiro.

A bacharel em Direito, Érica Vieira, já pagou caro por cursos presenciais, mas agora optou pelos curso da Fórum TV como preparatório para a prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O custo é 30% mais barato. As aulas transmitidas de Brasília começam às 16h30 e vão até às 20h (horário de Manaus), de segunda a sexta. Enquanto preparatório para a OAB pode sair por cerca de R$ 1.000, o curso online sai em torno de R$ 600.

A necessidade de investir num curso online veio depois que Érica vendeu o carro e viu que o tempo que gastaria de deslocamento até um cursinho após o dia cheio de trabalho seria precioso e mais bem aproveitado estudando em casa. O propósito requer renúncia quase integral de Érica que colocou como meta número um deste ano passar na prova para se tornar advogada. “Optei por este preparatório porque trabalho bastante e nem sempre consigo chegar a tempo nas aulas. Já fiz dois cursinhos com aulas presenciais. O curso da Fórum TV é mais econômico, eu gasto menos com transporte, alimentação fora de casa e consigo estudar com mais tranquilidade em casa. Também adoro a metologia deste professor e posso repetir as aulas quantas vezes eu quiser”, explicou.

Luciana Soares Veras, 36, realizou à distância o curso de Licenciatura em Sociologia pela Uniasselvi, em 2011. Hoje professora, ela acaba de concluir uma pós-graduação em Metodologia do Ensino em Filosofia e Sociologia totalmente online.

“Na graduação eu optei pelo curso à distância porque não tinha, até então, Licenciatura em Sociologia. Foi bem confortável, me proporcionou material, um encontro por semana, vídeo aulas onde podia repetir sempre que necessário, monitores apra tirar dúvida, material auto-aplicativo. Por outro lado, pressupõe-se que o aluno precisa de uma rigorosidade de disciplina”, ressaltou.

O custo e a praticidade também foram critérios importantes para Luciana. É mais barato, sim, se você levar em conta ainda o trânsito, horas que você passa fora de casa, insegurança, questão de cópias de livros, etc”, contou Luciana que também é mestre em Sociologia pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Estude nas melhores universidades

Que tal fazer um curso de graça na universidades de Berkeley, MIT, Oxford ou USP? Isso é possível através das plataformas de educação online compartilhadas pelas instituições de ensino de todo o mundo através de sites como o Veduca e Coursera. Basta um clique para criar uma conta ou mesmo logar com conta do Facebook ou do Google + para da início aos estudos.

No Veduca há cursos de mais de 20 instituições de ensino renomadas como USP, UnB, Unicamp, Harvard, MIT (Massachusetts Institute of Technology) que disponibilizam mais de 300 cursos em 21 áreas do conhecimento. É possível fazer cursos gratuitos livres com certificados, como de Ciência Política (USP), Liderança (Harvard) ou Finanças Pessoais e Investimentos em Ações (Instituto Bovespa); cursos de extensão como Direito constitucional: repercussão geral e súmulas vinculantes (IDP - Instituto Brasiliense de Direito Público) a Formação no Mercado Financeiro (Bovespa). Também é possível fazer MBAs online, como de Gestão da Sustentabilidade e em Engenharia e Inovação, que são pagos.

O Coursera, que é uma plataforma colaborativa dos EUA, também funciona da mesma maneira, só que há menos opções de cursos em português ou com legendas em português.

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) também oferece conteúdos de 47 cursos em 11 áreas do conhecimentos totalmente sem custo, pela Internet. É necessário fazer um cadastro prévio.

Segundo a Abed, os cursos de capacitação são os que mais crescem na educação à distância, dentro do portfólio como graduações, pós-graduações, cursos de idiomas, preparatórios para concursos,

Até 60% mais baratos

As graduações e pós-graduaçõe à distância custam de 50% a 60% mais baratas que cursos presenciais, informou a integrante do Comitê de qualidade da Associação Brasileira de Educação à Distância (Abed), Jucimara Roesler, que trabalha há 16 anos com EAD. O bom aproveitamento dos cursos pela Internetdepende de autonomia do aluno, disciplina, compromisso com os estudos e perseverança.

Segundo o Conselho Nacional da Educação, 66% dos municípios brasileiros não têm oferta de ensino superior.

Publicidade
Publicidade