Publicidade
Cotidiano
Notícias

A partir deste sábado (18), campanha para o Governo do AM entra em sua reta final

Candidatos ao governo do estado, José Melo e Eduardo Braga têm sete dias para fisgar o eleitor que ainda não decidiu seu voto 18/10/2014 às 14:07
Show 1
Senador Eduardo Braga intensificou campanha em Manaus, onde ficou atrás no 1º turno; já o governador José Melo marcou visitas para municípios com maior densidade eleitoral
Janaína Andrade Manaus (AM)

Diferente do que se viu durante o primeiro turno, a última semana de campanha para a eleição do 2° turno inicia com as ruas esvaziadas de cabos eleitorais. As principais avenidas da cidade, antes marcadas pela agitação e a tensão entre cabos eleitorais dos candidatos José Melo (Pros) e Eduardo Braga (PMDB) - que disputavam cada palmo de calçada -, agora, seguem desocupadas.

Os bandeiraços, antes, diários na rotatória do conjunto Eldorado, na praça do conjunto Dom Pedro, e em diversos pontos das avenidas Grande Circular, Noel Nutels e Torquato Tapajós, e também nas proximidades do Cemitério São João Batista, no Boulevard Álvaro Maia e em pontos do Centro, como na feira dominical da avenida Eduardo Ribeiro, agora estão cada vez mais escassos.

De acordo com o candidato do PMDB, Eduardo Braga, o motivo para o sumiço dos cabos eleitorais munidos de cavaletes e bandeiras seria o de que “os novos materiais de campanha” ainda não haviam ficado prontos. “Nossas equipes estão aguardando os novos materiais de campanha. Renovamos a identidade visual de todas as peças e optamos por retornar às ruas com a militância já com essa identidade visual renovada”, justificou.

De forma tímida, os cabos eleitorais do candidato à reeleição, José Melo, ainda são vistos em avenidas como a Boulevard Álvaro Maia. O candidato já revelou que irá, ainda nesta semana, percorrer três municípios do interior: Maués (a 267 quilômetros de Manaus), Parintins (a 325 quilômetros de Manaus) e Manacapuru (a 84 quilômetros de Manaus).

Dos três municípios, apenas em Manacapuru Melo venceu de Braga, com 50,90% dos votos, ou 21.880 votos, contra 19.825 votos de Braga, ou 46,12%. O candidato do PMDB, que em Manacapuru possui o apoio do atual prefeito do município, Jaziel Nunes de Alencar, de ex-prefeitos e da maioria dos vereadores, atribuiu a derrota ao uso da máquina pública por seus opositores.

A assessoria do candidato Eduardo Braga, questionada por quais municípios do interior do Amazonas deve passar até o final da campanha, informou que esse assunto ainda estavam sendo definido pela coordenação de campanha.

Segundo a assessoria de Braga, o ritmo de gravações diárias do programa eleitoral tem dificultado a programação de viagens, mas a possibilidade ainda não foi descartada.

Publicidade
Publicidade