Publicidade
Cotidiano
Notícias

‘Abri mão de muita coisa para poder ter sucesso’, afirma Érica Bamberg em entrevista

Professora, triatleta e empresária revela sua receita para obter realização tanto na vida pessoal quanto no desempenho de diversas atividades profissionais 28/11/2015 às 12:32
Show 1
Erica treina todos os dias, antes de iniciar sua rotina na empresa ou como orientadora técnica da FDC
Saadya Jezine Manaus (AM)

Segundo dados da pesquisa “Women in Business 2015”, da Grant Thornton, 57% das companhias brasileiras não têm mulheres em cargos de liderança. O País fica atrás apenas do Japão, com 66%, e da Alemanha, com 59%. A média mundial é de 32%.

 Segundo o Observatório Brasil da Igualdade de Gênero, as mulheres, mesmo diante de avanços no que diz respeito à igualdade entre os gêneros, ocupam cargos de menor peso nas grandes decisões políticas de menor prestígio no mercado de trabalho. Tal cenário não significa dizer que as mulheres estão limitadas em suas funções ou sonhos. A professora, orientadora de grandes empresas, e atleta, Érica Bomberg, é exemplo disso.

Qual sua receita para atingir objetivos?

Sempre me inspirei em pessoas de sucesso e buscava entender o que elas fizeram para chegar onde chegaram. Tenho em mente que devemos ter sonhos e planejar como iremos alcançar esses sonhos. O que fazer e como fazer irão fazer parte desse planejamento. Minha carreira foi orientada para uma trajetória executiva e em paralelo, o desenvolvimento acadêmico. Tive a oportunidade de trabalhar em quase todas as empresas que desejei e ocupar as posições que idealizava. Ter foco é fundamental, mas entender que competências deveria desenvolver e ter uma bom relacionamento com todos fazem parte desse planejamento.

Como você resumiria sua trajetória?

Acabei me formando cedo na faculdade, emendei com um MBA em seguida e, um pouco mais, já iniciei o meu mestrado. Tudo fazia parte do meu planejamento para buscar cada vez mais conhecimento. Em paralelo já estava em sala de aula, como professora, replicando tudo aquilo que fazia parte do meu aprendizado. Era uma troca muito importante e que me ajudava a aprimorar mais as minhas competências empresariais. Aos 28 anos resolvi seguir meu espirito empreendedor e abrir minha empresa. Tive uma agência de comunicação, outra de marketing digital e depois consolidei minha empresa de consultoria e coaching no mercado.

Que dificuldades você enfrentou para construir esse perfil pessoal?

As dificuldades estavam em conciliar minha vida pessoal, família com a profissional. Comunicação é sempre importante e praticar a empatia também. Ter jogo de cintura e estar sempre colocando para seus amigos e familiares que essa seria uma fase foi importante para terem mais compreensão. Sempre tive o apoio de todos, acredito pelo fato de poder tratar desse assunto com importância e muito cuidado! Além de toda a rotina de trabalho, coloquei um esporte como válvula de escape que me ajudava a dormir e organizar minhas ideias: o triathlon. Esse esporte faz parte da minha rotina há quatro anos e levo bem a sério. Gosto tanto do desafio do triathlon que acabei virando sócia de uma das melhores assessorias de planejamento de treinamentos do Brasil, a Rfteam. Cuido de toda a parte que não é a técnica.

Como fazer para conciliar a rotina com tantas atividades na sua agenda?

Atualmente trabalho para a escola de negócios mais importante da América Latina, a Fundação Dom Cabral (FDC). Auxilio empresas dos mais diferentes segmentos na estruturação dos seus negócios. Essas empresas estão espalhadas por Manaus, Belém, Goiânia, Rio de Janeiro e Curitiba. Viajo toda a semana para acompanhar e implantar processos relacionados à gestão delas. Durante a minha estadia, acordo bem cedo para fazer meus treinos do triathlon e à noite, quando encerro as reuniões, volto para treinar. Janto e antes de dormir, sempre leio um artigo interessante e me atualizo das principais notícias. No final de semana, me dedico 100% a minha família e a amigos. Hora de ir ao cinema, praticar a culinária e apreciar bons vinhos!

Quando você olha para trás e vê todo o percurso que viveu, o que você almeja para o seu futuro?

Ainda tenho muito a contribuir para a sociedade, dentro do meu trabalho. Sei que posso estar mais perto de casa, atendendo as empresas no Rio, mas não quero deixar de viajar pois o Brasil tem muitas oportunidades! Nesta fase nova, quero me dedicar mais à minha família. Estou satisfeita com as minhas conquistas.

Costuma fazer planejamentos de longo prazo? Como você organiza suas metas?

Sim. Eu penso sempre no horizonte de cinco anos. Meus sonhos me inspiram, o planejamento me organiza para ter foco e as metas traçadas são sempre bem agressivas. Reviso todo final de ano e aproveito para tangibilizar as minhas conquistas e reprogramar as minhas metas.

Onde começou a afinidade com o esporte? Existe alguma relação com as outras atividades desenvolvidas? Seja disciplina, ou contribuição na disposição, na sensação de bem estar?

Desde pequena meus pais sempre foram grandes incentivadores do esporte. O esporte me ajudou muito a desenvolver a disciplina, motivação, respeito e foco, e tem total relação com a minha vida. O esporte ajudou muito no desenvolvimento das minhas atitudes e habilidades.

O que significa o esporte para você?

Minha vida e a liberdade. Acredito muito na transformação das pessoas através do esporte também!

Como é o seu trabalho em Manaus?

A FDC tem uma representação aqui em Manaus. Ajudo na estruturação da gestão de um grupo de empresas na região. Tenho rotina em Manaus há quase dois anos! Adoro trabalhar aqui, já tenho grandes amigos e toda a logística preparada para que os meus treinamentos do triathlon não pare! Uma particularidade que amo em Manaus: a culinária! Amo demais!

Perfil
Érica Bamberg é orientadora técnica da Fundação Dom Cabral e viaja o Brasil auxiliando empresas de médio porte da rede Parceiros por Excelência (PAEX).

Orientação Em Manaus, é orientadora das empresas: Cocil, Big Amigão, ICBEU e Distribuidora 4 Mares.

Esporte Além disso, Érica também é campeã do triathlon Iron Man e tem uma assessoria esportiva.


Publicidade
Publicidade