Sábado, 07 de Dezembro de 2019
OLHOS SAUDÁVEIS

Abril Marrom alerta sobre a prevenção e conscientização da cegueira

No Amazonas, a estimativa da Associação de Deficientes Visuais do Amazonas é que mais de 250 mil pessoas possuam algum tipo de deficiência visual



olhar.jpg
25/04/2017 às 15:43

O Abril Marrom é dedicado à prevenção contra a cegueira e à conscientização sobre a realidade das pessoas que convivem com o problema. No Amazonas, a estimativa da Associação de Deficientes Visuais do Amazonas (Advam) é que mais de 250 mil pessoas possuam algum tipo de deficiência visual, seja causada por catarata, glaucoma ou outra doença, que poderia ter sido evitada ou tratada. “Por isso, o check-up ocular é essencial em todas as fases da vida, pois algumas doenças oculares são silenciosas e as pessoas só procuram o médico quando já perderam parte da visão”, alerta o oftalmologista da Unimed Manaus, José Cavalcanti Campos Júnior. 

De acordo com o médico, o maior vilão da saúde dos olhos é a falta de atendimento especializado, seja por descaso ou pela condição financeira. A visita ao oftalmologista, diz ele, é necessária para o diagnóstico precoce de possíveis doenças. “Muitas vezes os pacientes acabam indo direto ao optometrista para efetuar logo a compra dos óculos de grau, porém apenas o especialista é quem pode avaliar a saúde dos olhos”, alerta José Cavalcanti. 



Há diversas doenças que podem levar à cegueira, entre elas, a catarata, a DMRI (Degeneração Macular Relacionada a Idade) e o glaucoma. Esta última, por exemplo, o especialista explica que, além de ser a doença mais comum, os pacientes não apresentam sintomas.

Para se ter uma ideia, a cada ano, surgem no mundo 2,4 milhões de novos casos e a estimativa é que existam 70 milhões de portadores de glaucoma. Números do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) apontam para um total de um milhão de vítimas da doença no país.

Ainda segundo o conselho, estima-se que 70% dos portadores de glaucoma não estejam em tratamento, pois muitos pacientes não possuem sintomas até o início da perda da visão. Até 2020, com a maior longevidade da população, a expectativa é de que 80 milhões a desenvolvam, de acordo com a Organização Mundial de Saúde. “Diabéticos, crianças e adultos acima de 40 anos devem ter ainda maior atenção aos cuidados com a visão", informa José Cavalcanti.

Confira algumas dicas do oftalmologista:

-Ao nascer, a criança deve passar pelo teste do olhinho;

-Semestralmente, até os dois anos, deve ir regularmente ao oftalmologista;

-Anualmente, após essa idade; se já usar óculos, deve ir semestralmente;

-Usar óculos com proteção UV, em área de incidência solar;

-Usar colírios e óculos de grau apenas prescritos por oftalmologistas;

-Evitar coçar os olhos;

-Em consultas, verifique se o profissional é oftalmologista com título de especialista.

*Com informações da assessoria de comunicação.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.