Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019
Notícias

Ação faz alerta para casos de câncer de cabeça e pescoço

Segunda-feira será celebrado o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço, um evento do Julho Verde



1.jpg Com Jefferson Medeiros alerta que o número de casos de câncer de tireóide tem deixado a comunidade médica preocupada
24/07/2015 às 09:40

Na próxima segunda-feira comemora-se o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço. Para conscientizar a população, a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) deixará o prédio da Fundação Centro de Oncologia do Amazonas (FCecon) iluminado de verde por algumas horas.

A data foi definida pela Federação Internacional das Sociedades Oncológicas de Cabeça e Pescoço em congresso mundial que ocorreu no ano passado, e para marcar a campanha, como os demais meses do ano que realizam outubro rosa e novembro azul, escolheram chamar o mês de ‘Julho Verde’.



Conforme os dados do Instituto Nacional de Câncer ‘José Alencar Gomes da Silva’ (INCA), o câncer de boca, laringe, orofaringe e tireóide estão em segundo lugar na lista dos mais prevalentes entre homens e mulheres.

No Amazonas, o cirurgião de cabeça e pescoço e presidente da SBCCP, Jefferson Medeiros disse que o Estado está preocupado, principalmente por causa do aumento de casos de câncer de tireoide. “Nós estamos preocupados com o aumento dos índices da doença, principalmente o câncer de tireoide, mais incidente nas mulheres e, por isso, queremos efetivamente, alertar a população de Manaus, como também do interior do estado a se cuidar, a se prevenir. Nós vamos estar chamando atenção da sociedade no dia 27 de julho”, reforçou Medeiros, que coordena as atividades de divulgação da campanha de alerta sobre os fatores causadores e de como se pode fazer a prevenção do câncer,.

O cirurgião explicou que muitos dos cânceres de cabeça e pescoço estão relacionados ao uso contínuo de tabaco e bebida alcóolica.

“A melhor prevenção dos cânceres de boca, laringe e orofaringe, que estão relacionados com a cabeça e o pescoço, é evitar o consumo de cigarros e bebidas alcóolica. Em geral todos precisam realizar os exames rotineiros anualmente”, disse.

No caso da tireoide, Medeiros informou que as mulheres, a partir dos 30 anos, devem solicitar do seu médico, caso o mesmo não tenha pedido, a realização dos exames das glândulas.

“A tireóide nos tem preocupado, pois a cada ano que passa, o número de casos aumenta e este tipo de câncer está entre os três primeiros na classificação geral de mulheres”, disse.

Sem tabaco, sexo oral é o novo vilão

O presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP), Jefferson Medeiros, explicou que nos últimos anos, com as campanhas contra o uso de tabaco, o INCA, descobriu que o número de câncer de boca, laringe e orofaringe tem aumentado por causa da contaminação com o vírus HPV.

Os HPV são vírus capazes de infectar a pele ou as mucosas. Existem mais de 100 tipos diferentes de HPV, sendo que cerca de 40 tipos podem infectar o trato ano-genital.

“O problema está na prevenção que deve ser feito no momento do sexo oral. Sem a prevenção, a pessoa está se ponto em risco e a dispor do vírus que pode ocasionar o câncer”, explicou.

Para Medeiros, caso a população não tenha conscientização desta transmissão, o número de casos deve continuar a aumentar.

Ranking

A Fundação Centro de Oncologia do Amazonas (FCecon) informou que em 2013, no Amazonas, a tireóide ficou em terceiro lugar no ranking dos maiores casos registrados. Em segundo o câncer de mama e o primeiro foi o câncer no útero.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.