Publicidade
Cotidiano
Notícias

Acusado de corrupção, secretário de Infraestrutura do município de Iranduba continua foragido

André Lima é um dos cinco gestores da prefeitura, entre eles o prefeito Xinaik Medeiros, que tiveram a prisão decretada por conta da Operação Cauxi, que investiga fraudes em licitações  10/11/2015 às 20:10
Show 1
André é filho de David Queiroz, secretário de Finanças, que já foi preso
Luciano Falbo* Manaus (AM)

Dos cinco mandados de prisão expedidos em função da Operação Cauxi - que investiga um rede de corrupção da Prefeitura de Iranduba -, quatro foram cumpridos nesta terça-feira (10). André Maciel Lima, secretário de Infraestrutura, continua foragido, segundo informou o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) à reportagem do Portal A Crítica no fim da tarde.

Foram cumpridos 20 mandados de busca e apreensão e de prisão. Policiais civis do Departamento de Repressão  ao Crime Organizado (DRCO) e agentes da Controladoria Geral da União (CGU) participaram da ação coordenada pelo Ministério Público Estadual (MP-AM), responsável pela investigação. 

Segundo o MP-AM, pelo menos R$ 54 milhões foram desviados do município por conta da corrupção na gestão de Xinaik Medeiros (PTB), que está preso.

Entre os crimes apontados pelo MP estão peculato, corrupção passiva, concussão, falsidade ideológica, fraude em licitação, lavagem de dinheiro e crime de responsabilidade fiscal.

Estão sendo investigadas práticas de crimes em contratos de obras, serviços e aquisição de materiais, situação que motivou o bloqueio judicial dos bens dos envolvidos. Segundo o procurador-geral de Justiça, Fábio Monteiro, foram descobertas fraudes em licitações a partir de denúncias de empresários que foram coagidos a pagar propina para conseguir contratos da gestão pública.

Prisões decretadas

Xinaik Medeiros - Prefeito de Iranduba:  foi  preso e encaminhado para o Comando de Policiamento Especial (CPE) no conjunto D. Pedro II.

David Queiroz - Secretário de Finanças de Iranduba: preso, passou mal antes de ser ouvido no Ministério Público e foi internado no pronto socorro 28 de Agosto com  pressão alta. Ele é diabético e tinha se recusado a tomar remédio.

André Lima - Secretário de infraestrutura, filho de David Queiroz: está foragido.

Edu Corrêa - Presidente da Comissão Geral de Licitação de Iranduba: preso, passou a noite na sede do MP-AM. O depoimento entrou pela madrugada.

Nádia Medeiros - Tesoureira do Fundo Municipal de Saúde: presa, foi encaminhada para o Centro de Detenção Provisória, no Km 8 da 174.

'Mensalinhos' para vereadores

As investigações devem ser estender à Câmara Municipal de Iranduba. Na decisão que permitiu o cumprimento dos mandados, a desembargadora Carla Reis cita que, não bastassem as irregularidades nas licitações, identificou-se, no curso das averiguações, a existência de "mensalinhos" pagos à maioria dos vereadores do município.

*Com informações dos repórteres Joana Queiroz e Vinícius Leal

Publicidade
Publicidade