Publicidade
Cotidiano
Notícias

Acusados de matar menino boliviano morrem em cadeia de SP

De acordo com informações de funcionários do sistema prisional, eles teriam sido envenenados com um coquetel formada de uma mistura de cocaína, viagra, creolina e água, o ‘Coquetel da Morte’ 31/08/2013 às 15:46
Show 1
O menino boliviano Brayan Capcha
acritica.com Manaus

Paulo Ricardo Martins e Felipe dos Santos Lima, presos sob acusação de terem matado o menino boliviano Brayan Capcha, 5, foram encontrados mortos na tarde dessa sexta-feira (30), no pátio do Centro de Detenção Provisória (CPD) da cidade de Santo André, São Paulo.

De acordo com informações de funcionários do sistema prisional, eles teriam sido envenenados com um coquetel formada de uma mistura de cocaína, viagra, creolina e água, o ‘Coquetel da Morte’. Os detentos ainda foram encaminhados a sala de enfermaria do CPD, mas não resistiram.

Em nota a assessoria de imprensa da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), confirmou as mortes e informou que vai as circunstâncias em que elas ocorreram serão apuradas.

Entenda o caso

A dupla invadiu uma casa na Zona Leste de São Paulo, onde Brayan morava com os pais e tios, que também são bolivianos. Eles buscavam por dinheiro, irritados com o choro do menino, que estava no colo da mãe, um dos assaltantes disparou um tiro contra a cabeça da vítima.

O homicídio teve grande repercussão nacional e internacional.

Publicidade
Publicidade