Quarta-feira, 26 de Junho de 2019
FOMENTO

Afeam quer destinar R$ 125 mi em crédito a micro e pequenos empreendedores

Sob nova direção, agência estadual também estuda a realização de concurso público até o final deste ano



AFEAM_7E35168F-CC10-4A9F-8B1B-998E4DB10D98.jpg Foto: Divulgação
06/04/2019 às 15:34

A Agência de Fomento do Estado do Amazonas S.A. (Afeam) pretende destinar neste ano o montante de R$ 125 milhões em operações de crédito para micro e pequenos empreendedores no Estado. Até o início deste mês, cerca de R$ 10 milhões foram aplicados em financiamentos na capital e no interior. A informação foi dada pelo diretor-presidente da agência, Marcos Vinicius Castro, após cerimônia de posse no cargo nessa sexta-feira (5).

“Já iniciamos a dotação orçamentária na capital e no interior. Estamos na segunda calha dos rios com a liberação em torno de R$ 10 milhões, com a dotação orçamentária para este ano de R$ 125 milhões com a possibilidade de alavancar. É uma determinação do governador investir em ciência e tecnologia, buscar inovações tecnológicas, corpo funcional enxuto e buscar a eficiente dos recursos públicos”, declarou o diretor-presidente.

Pela primeira vez na agência – que em 2019 comemora 20 anos – o cargo é ocupado por um funcionário de carreira da instituição. Marcos Vinicius está desde 2002 na Afeam após ter sido aprovado no concurso público para o cargo de Técnico de Fomento.


O novo diretor-presidente da Afeam, Marcos Vinicius Castro. Foto: Divulgação

O diretor-presidente explicou o uso dos recursos do Fundo das Micros e Pequenas Empresas de Desenvolvimento Social do Amazonas a partir das empresas instaladas no Distrito Industrial que são incentivadas, com a isenção fiscal, e em contrapartida destinam uma taxa de 6% a esse fundo.

“Esse fundo fica com 50% para Afeam realizar as operações de crédito e o restante para o governo do Estado investir em educação, saneamento básico e infraestrutura”, disse Marcos Vinicius.

Interior

O calendário de ações de crédito itinerantes da Afeam já está na segunda calha do Rio Negro/Solimões de um total de 8 grupos, entre eles, calhas de rios, região do médio e baixo Amazonas e os distritos no Interior do Estado.

Sete postos de atendimentos estão distribuídos no interior: Eirunepé, Itacoatiara, Manacapuru, Manicoré, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva e Tefé podem demandar crédito durante o todo ano.  Segundo o diretor-presidente, a abertura de mais três postos estão sendo planejadas para até o final deste ano.

Concurso público

Para ampliar os atendimentos, a agência estuda a realização de um concurso público, com a previsão de vagas para o nível médio e superior, até o final deste ano. Conforme Marcos, 131 servidores são concursados na pasta.

“Estamos estudando como procederá o procedimento licitatório. Até o mês de novembro queremos lançar o edital para que outras pessoas venham agregar o time da Afeam e possamos ampliar o nosso atendimento no interior do Estado”, disse.

Governança

Questionado sobre as ações que pretende realizar na pasta para evitar a má aplicação de recursos, Marcos Vinicius afirmou que irá aplicar a governança corporativa e seguir as determinações do Banco Central.

“Acabamos de passar por uma inspeção do Banco Central em relação ao ano de 2018. Vamos tomar medidas duras em termo de governança. Hoje, a Afeam não pode aplicar (crédito) para grandes projetos. Nós temos limitação de recursos. A própria política me deixa aplicar, no máximo, 3% do capital social que só chega a R$ 2,5 milhões. Vamos investir no microcrédito e com isso pulverizar o acesso ao crédito com maior quantidade de aplicações“, declarou.

Em 2016, o pedido de abertura de uma CPI para investigar o rombo de R$ 20 milhões foi arquivado após retirada das assinaturas de dois deputados estaduais.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.