Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
Notícias

AirAsia: sobe para 16 número de corpos retirados do mar

Segundo a Agência Nacional de Busca e Resgate da Indonésia, os serviços de emergência transportaram oito corpos para Surabaia, na Ilha de Java



1.jpg O avião da AirAsia desapareceu no domingo (28), com 162 pessoas a bordo, no Mar de Java
02/01/2015 às 11:04

As autoridades indonésias elevaram hoje (2) para 16 o número de corpos retirados do mar durante as operações de busca pelo avião da AirAsia, que desapareceu no domingo (28), com 162 pessoas a bordo, no Mar de Java.

Segundo a Agência Nacional de Busca e Resgate da Indonésia, os serviços de emergência transportaram oito corpos para Surabaia, na Ilha de Java, onde foi montado o centro de operações, que concentra a maioria dos parentes das vítimas, enquanto outros dois estão na Ilha de Bornéu e seis em barcos.



Ao menos 30 barcos e 17 aviões dos Estados Unidos, da Austrália, de Cingapura, da Malásia e da China participam nas buscas pelas caixas-pretas do avião da AirAsia, sob condições meteorológicas relativamente boas, com ondas entre 2,5 metros e 3 metros.

Nesta quinta-feira (1º), foi identificada a primeira vítima – Hayati Lutfiah Hamid –, enterrada numa cerimônia que reuniu familiares e amigos em Java Oriental. A sogra, o marido e um filho de Hayati também seguiam a bordo do Airbus 320-200.

Anteriormente, a vítima tinha sido identificada erroneamente pela imprensa local como a aeromoça Khairunisa Haidar Fauzi. As autoridades estimam que o avião esteja entre 30 metros e 50 metros de profundidade, ao Sul da Ilha de Bornéu.

O Airbus da AirAsia decolou no domingo da cidade indonésia de Surabaia. O voo duraria duas horas até Cingapura, mas caiu 40 minutos após a decolagem, no Mar de Java. A bordo seguiam 155 indonésios, três sul-coreanos, um britânico, um francês, um malaio e um cingapurense.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.