Terça-feira, 23 de Julho de 2019
Notícias

ALE-AM investe milhões e depois descarta informativos que deveriam ser entregues ao povo

Somente em 2014, a ALE-AM contratou R$ 2,2 mi em serviços com a Grafisa Gráfica e Editora Ltda, empresa responsável pela impressão dos informativos



1.gif Cinco caixas contendo mais de mil unidades do ‘Jornal do Legislativo’ e ‘Informativo Assembleia’ ao lado das lixeiras
06/11/2014 às 13:07

A Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) mandou, nesta quarta-feira (5), para o lixo pelo menos 1.750 exemplares do “Jornal do Legislativo” e do “Informativo Assembleia” que deveria ser distribuído à população como prestação de contas do trabalho dos 24 parlamentares da Casa. Somente neste ano, a ALE-AM contratou R$ 2,2 milhões em serviços com a Grafisa Gráfica e Editora Ltda, empresa responsável pela impressão dos informativos.

Nesta quarta-feira, A CRÍTICA flagrou em três andares do prédio da Casa Legislativa caixas com os informativos próximas às lixeiras, prontas para o descarte. Nelas ainda havia o adesivo da empresa Grafisa identificando o produto, a quantidade e o destino – a Assembleia Legislativa. As edições são de 2013.

Funcionárias da Casa informaram que as caixas estavam nos corredores desde a segunda-feira aguardando que agentes de limpeza passassem recolhendo o material.

Para o deputado José Ricardo (PT), não há duvida de que a finalidade do investimento feito pela ALE-AM é a distribuição dos informativos para a população. “O informativo não foi feito para ser descartado por esta Casa e sim para ser distribuído para a sociedade em geral. Por mês eu recebo uma tiragem destes informativos e distribuo, e se estão jogando fora é lamentável, mesmo que seja do ano passado. Você pode mandar estes informativos pelos Correios, pois muita gente gosta de ler e saber como anda o mandato dos parlamentares. E se a Direção da Casa perceber que a ‘validade’ do informativo será perdida e só fazer um mutirão e distribuí-los nos sinais aqui próximo do parlamento mesmo”, sugeriu.

O deputado David Almeida (PSD) afirmou que “aqueles (parlamentares) que procuram divulgar o mandato conseguem dar destino a essa material”. “Tenho assessores em vários bairros de Manaus e também nos municípios. As remessas de informativos e jornais da ALE que me entregam são distribuídas na totalidade. Inclusive uma parte destes jornais fica no gabinete para que sejam distribuídos àquelas pessoas que nos procuram diariamente”, garantiu.

No ano em que os 24 deputados disputaram a eleição para permanecer na Casa ou para outros postos, de acordo com dados divulgados pela assessoria de comunicação da ALE-AM, a Casa gastou 4,2 vezes mais com informativos do que no ano passado. Este ano foram R$ 2,2 milhões contra R$ 517,8 mil de 2013.

Em 2013, segundo a assessoria, a tiragem foi de 290 mil exemplares. A quantidade de exemplares deste ano não foi informada. Segundo a Casa, “não existe quantidade específica, sempre dependendo da demanda de cada gabinete, frente ao cronograma de tiragem de cada edição. A distribuição é realizada por meio da Diretoria de Material e Patrimônio”.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.