Domingo, 13 de Outubro de 2019
Notícias

ALE-AM vota nesta sexta-feira aumento salarial do TCE e MP

O pedido de reajuste trata-se de um efeito cascata provocado pelo aumento no subsídio dos Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), aprovado pelo Congresso, de R$ 29.462,25 para R$ 33,763 mil



1.jpg Tanto o reajuste salarial do MP, quanto do TCE, ambos de 14,6%, são acima da inflação oficial de 6,41%
04/02/2015 às 16:49

A Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) irá votar na sexta-feira o reajuste salarial dos promotores e procuradores do Ministério Público do Amazonas (MP-AM) e dos conselheiros e auditores  do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), de acordo com o presidente da Casa, deputado Josué Neto (PSD).

Com o reajuste, os salários dos 21 procuradores de Justiça passarão de R$ 26,5 mil para R$ 30,4 mil mensais. Os promotores de Justiça de entrância inicial e substitutos, que recebem R$ 23,9 mil, passarão a ganhar R$ 27,5 mil. Os promotores de entrância final, com salários em R$ 25,2 mil, passarão a ganhar R$ 28,9 mil. Os 403 servidores do MP-AM, que recebem salários de R$ 2,3 mil a R$ 10,2 mil, passarão a receber de R$ 2,5 mil a R$ 11 mil por mês.

Já no Tribunal de Contas, o salário de conselheiros passará a ser R$ 30,4. Já o subsídio dos auditores do TCE será de R$ 28,9 mil.

Tanto o reajuste salarial do MP, quanto do TCE, ambos de 14,6%, são acima da inflação oficial de 6,41%.

 O pedido de reajuste trata-se de um efeito cascata provocado pelo aumento no subsídio dos Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), aprovado pelo Congresso, de R$ 29.462,25 para R$ 33,763 mil.

De acordo com o presidente da ALE-AM, deputado Josué Neto (PSD), os projetos que entraram em tramitação na sessão desta quarta-feira, pelo regimento da Casa, devem constar três dias na pauta para serem votados, mas na sexta-feira, 6, serão votados. “Queremos fazer o primeiro dia de votação já na sexta-feira, onde iremos votar, por exemplo, o projeto do Ministério Público e o projeto do Tribunal de Contas, entre outras matérias dos parlamentares”, afirmou.

Josué não descartou a vinda do procurador-geral do MP, Fábio Monteiro, e do presidente do TCE, Josué Filho, para explicar o reajuste ao parlamento estadual. “Não descarto que isso aconteça até mesmo antes da votação (sexta-feira) , pois já estou sabendo que alguns deputados pretendem apresentar um requerimento amanhã com essa solicitação”, pontuou.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.