Publicidade
Cotidiano
Notícias

Além de Lula, Dilma Rousseff também apoia Eduardo Braga nas eleições de 2014

Em vídeo exibido durante visita de Lula a Manaus, nesta quinta (11), a presidente Dilma pede voto para o senador Eduardo Braga na corrida ao Governo do AM 12/09/2014 às 12:42
Show 1
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta (11), em passagem por Manaus, que o Amazonas necessita de Eduardo Braga no Governo do Estado
luciano falbo ---

A presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, declarou, nesta quinta-feira (11), apoio ao candidato do PMDB ao governo do Amazonas, senador Eduardo Braga. A declaração, gravada em vídeo, foi exibida durante a passagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por Manaus, em um encontro com militantes do PT e da coligação “Renovação e Experiência”, na zona Sul da capital, onde o líder petista pediu votos para Braga, Dilma e para o candidato a senador pela coligação, Francisco Praciano (PT).

No vídeo, a presidente cita Braga como peça fundamental na aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que prorrogou por mais 50 anos os incentivos fiscais da Zona Franca de Manaus (ZFM). Dilma também afirmou que o Linhão de Tucuruí já foi concluído, e que, segundo ela, vai resolver os problemas de energia e Internet na capital.

“Este trabalho pelo Amazonas começou lá atrás e já rendeu muitos frutos, como a construção da ponte sobre o Rio Negro, a implantação do Proama, sem falar da projeção internacional que Manaus ganhou durante a Copa do Mundo. Tudo isso mostra a importância do trabalho em conjunto, que começou com o Lula, continuou comigo e vai seguir ainda mais forte com Eduardo Braga no governo, porque podemos fazer ainda mais nos próximos anos”, afirma a presidente no vídeo.

“Primeiro, por causa do estilo dinâmico e realizador de Eduardo que vocês todos conhecem. Segundo, porque o trabalho de Eduardo como líder do meu governo no Senado nos deixou ainda mais próximos. Por isso tudo eu te peço vote 15, vote Eduardo Braga”, concluiu a candidata petista no vídeo. Segundo a assessoria do senador peemedebista, o vídeo, que tem duração de dois minutos e 20 segundos, será exibido durante o programa eleitoral do candidato na televisão.

O ex-presidente Lula conclamou a militância para bater na porta do eleitor e não esperar por “milagre na televisão”. “O milagre quem vai fazer somos nós, batendo na casa de cada companheiro. Não vamos brigar com ninguém. Não vamos aceitar provocação de ninguém. Nós queremos é convencer as pessoas do que era este País em 2002 e do que ele é agora. Do que era esse Estado em 2002 e do que é agora para dizermos em alto e bom som: Eduardo Braga não quer ser governador, é uma necessidade para o Estado do Amazonas elegermos ele governador e junto com ele eleger o Praciano”, discursou Lula.

José Melo manterá postura neutra

O candidato à reeleição, José Melo (Pros), está, até agora, a 23 dias da eleição, sem candidato a presidente e nos últimos dias tem demonstrado postura de neutralidade. O candidato sempre que perguntado sobre o apoio é evasivo. Já chegou, por duas vezes, afirmar que faria o anúncio. Em entrevista para A CRÍTICA, em fevereiro, Melo afirmou que “em nenhuma circunstância” a presidente Dilma Rousseff sofria o risco de que ele apoiasse adversários dela. “Mesmo que ela não me apoie, eu votarei nela e pedirei que meus amigos votem”, afirmou Melo à época. A maioria dos aliados do governador anunciaram apoio ao senador mineiro Aécio Neves.

Publicidade
Publicidade