Terça-feira, 25 de Junho de 2019
Notícias

Alunos fazem manifestação contra soltura de suspeitos de assassinar professor no interior do AM

O grupo prometeu uma nova manifestação se providências não forem tomadas para desvendar a morte do professor em Manacapuru



1.jpg Cerca de 100 alunos e professores realizaram manifestação em Manacapuru
25/09/2013 às 21:40

Após a notícia de que supostamente três acusados de participarem do homicídio do professor de educação física Alvanir Luzerno de Menezes, 51, seriam soltos,  cerca de 100 alunos e professores realizaram na manhã desta quarta-feira (25), uma manifestação pacífica em frente ao Fórum de Justiça de Manacapuru (distante 84 quilômetros de Manaus).

Os manifestantes usaram cartazes e pronunciaram gritos de ordem durante o ato. Segundo parentes da vítima o trio teria sido reconhecido pelo parceiro de pescaria de Alvamir.

Os manifestantes chamaram atenção também para a falta de segurança na cidade e destacaram a morte de mais dois adolescentes no último fim de semana.

O grupo prometeu uma nova manifestação se providências não forem tomadas para desvendar a morte do professor.

O crime

O professor de educação física Alvanir Luzerno de Menezes, 51, foi assassinado na noite de 15 de setembro na comunidade do Marrecão, no município de Manacapuru. Segundo a polícia, o professor estava junto com Reginaldo Castro dos Santos, 53, caçando quelônios, quando foi abordado por três moradores do local que disseram que ali a caça era proibida. Depois de uma discussão, os três homens saíram do local e retornaram armados.

Os homens dispararam cinco vezes contra a lancha na qual estavam Alvanir e Reginaldo. Um dos tiros atingiu o professor na cabeça. Os acusados fugiram do local e o amigo do professor saiu da comunidade com destino ao município de Manacapuru.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.