Publicidade
Cotidiano
Notícias

AM no pódio do Pan de Jiu Jitsu

Na equipe, o nome mais conhecido que sagrou campeão em São Paulo é uma lenda da “arte suave” mundial. Aos 51 anos, Nonato Machado (faixa preta 6º DAN) brilhou entre os leves no Pan-Americano. Ele foi um dos precursores do jiu-jítsu no Amazonas e um dos pioneiros no intercâmbio com atletas do eixo Rio-São Paulo 21/10/2013 às 17:39
Show 1
Equipe amazonense fez bonito no Pan Americano de Jiu Jitsu
acritica.com Manaus (AM)

O Amazonas escreveu mais uma vez seu nome na história de um esporte de luta. No último fim de semana, a delegação cabocla conquistou o título por equipes do Campeonato Pan-Americano de Jiu-Jítsu Esportivo da CBJJE, realizado no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. A equipe viajou com 108 lutadores.

De acordo com o presidente da Federação Amazonense de Jiu-Jítsu Esportivo (Fajje), Luis Neto, o Estado conquistou 42 medalhas de ouro, 12 de prata e 11 de bronze, subindo ao lugar mais alto do pódio no Ibirapuera.

Lendas e Atos

Outro atleta que subiu ao topo do pódio no Ibirapuera foi Cristian de Lima Leite, 12, revelado em Itacoatiara (a 176 quilômetros de Manaus em linha reta).

O faixa laranja pesado é atleta do Centro de Treinamento de Alto Rendimento da Amazônia (CTARA), onde também faz preparação em luta olímpica com os técnicos Helton Henrique e Waldeci Silva. Cristian, que mora na Vila Olímpica de Manaus, é uma das joias lapidadas pelo programa de excelência esportiva do Governo do Estado.


Publicidade
Publicidade