Publicidade
Cotidiano
Notícias

Amazonas chega à marca histórica no fluxo de turistas em 2014, aponta Amazonastur

Estado bate recorde com 1,168 milhão de visitantes, um crescimento de 22% em relação a 2013. Período da Copa do Mundo influenciou bastante o resultado 18/03/2015 às 16:25
Show 1
Torcedores ingleses se misturam com os manauenses nas imediações da Arena da Amazônia no período dos jogos do Mundial em 2014
acritica.com* Manaus (AM)

Dados consolidados da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) apontam que o Estado bateu o recorde no fluxo de turistas em 2014, chegando à marca histórica de 1.168.612 visitantes, um crescimento de 22% em relação a 2013, quando foram registrados 957.952 turistas.

De acordo com a presidente da Amazonastur, Oreni Braga, o fluxo de 2015 pode chegar a 1,340 milhão de turistas – se for levado em consideração a taxa média de crescimento do volume de turistas no período de 2003 a 2014, que foi de 14%. “O Ministério do Turismo aponta o nosso Estado como um dos principais destinos brasileiros que o turista deseja conhecer. Esse desejo contribuiu diretamente na consolidação de novos dados”, disse Oreni.

De acordo com a Amazonastur, o volume de turistas registrado no Estado em 2014 foi baseado na quantidade de hóspedes da hotelaria urbana e de selva, no fluxo dos cruzeiros marítimos, no número de turistas registrados nas temporadas de pesca esportiva e, principalmente, no fluxo durante a Copa do Mundo de 2014, quando Manaus recebeu quatro jogos na Arena da Amazônia.

Oreni Braga afirmou que esse cenário se confirma com os números que foram apresentados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), relacionados à movimentação total de passageiros no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes.  “Em 2003 a movimentação chegou a 1,2 milhão de passageiros. Já em 2014, este número foi de 3.389.662, ou seja, um crescimento de 173%”.  Em 2013, a Infraero registrou uma movimentação de 3.077.077 passageiros.

“A chegada de novos voos nacionais e internacionais, integrando Manaus, mais e melhor, com os principais HUBs do País e com outros continentes, também contribuíram para este cenário positivo no fluxo de turistas no Amazonas”, completou.

Mídia positiva

Outro fator relevante que vem contribuindo para os resultados que estão sendo apontados nas mídias espontâneas, pesquisas e sites de relevante visitação mundial, é o trabalho de promoção e divulgação do “Destino Verde do Brasil”, com a campanha: Amazonas Viva Essa Experiência.

“A campanha envolve a participação em feiras, realização de seminários e workshops, nacionais e internacionais, fam tour  e press trip.  Na Copa do Mundo, essas ações foram intensificadas nos países da Europa e nos Estados Unidos, tendo como desdobramento positivo, a boa avaliação de Manaus entre as cidades sedes da Copa do Mundo de 2014.

Após as notícias positivas veiculadas nos sites como Trivago e Tripadvisor, nos quais Manaus figura como uma das principais cidades indicadas para visitação turística, recentemente uma das principais consultorias britânicas de recursos humanos realizou uma pesquisa sobre as melhores cidades do mundo para se viver, e a capital do Amazonas ficou entre as quatro melhores cidades do Brasil, e foi eleita a 127º entre as 440 cidades globais. “Tudo isso colabora para fortalecer o nosso destino”, disse Oreni.

Consolidando no mercado - De acordo com a presidente da Amazonastur, o turismo é uma atividade que demanda tempo, investimento e perseverança. “Não se consolida um destino antes de duas décadas. Os operadores enxergam, a cada ano, o compromisso dos Governos em estarem presentes nas principais feiras; o relacionamento do Estado com as operadoras maioristas mundiais e nacionais; e o trabalho junto à mídia especializada. Além disso, conta muito no mercado, o profissionalismo dos estados/destinos com as ferramentas de publicidade e  de folheteria, as quais devem se apresentar no idioma do País anfitrião”.

Atrelado a isso, Manaus ganhou nesse período (2003 a 2014), o serviço de city tour com ônibus double deck, sinalização turística, e está se preparando para receber grandes e importantes eventos, com a construção da segunda etapa do Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques que será entregue em 2017, tornando-se assim o maior centro de eventos do norte do País, o qual fomentará  a economia do Estado e propiciará a inclusão social por meio da oportunidade de novos empregos e a geração de renda.

*Com informações da assessoria de Comunicação da Agecom

Publicidade
Publicidade