Publicidade
Cotidiano
Notícias

Amazonas investiu R$ 1.100 bilhão em segurança pública em 2013, aponta anuário

Em 2013 foram destacados R$ 164.042.297,56 para policiamento; R$ 14.098.254,69 para defesa civil; e R$ 370.000,00 para informação e inteligência 12/11/2014 às 21:57
Show 1
Investimento em segurança pública é uma das principais reivindicações da população brasileira
Cinthia Guimarães Manaus (AM)

O estado do Amazonas investiu R$ 1.110 bilhão em segurança pública no ano de 2013, o que significou um incremento de 7,9% aos R$ 1.036 bilhão investidos em 2012.

Em 2013 foram destacados R$ 164.042.297,56 para policiamento; R$ 14.098.254,69 para defesa civil; e R$ 370.000,00 para informação e inteligência. Os recursos são destacados para despesas como folha de pagamento, compra de equipamentos como armas e viaturas, investimento em tecnologia, construção e reformas de delegacias e postos policiais, entre outros.

As informações foram fornecidas pela Secretaria do Tesouro Nacional – STN e integram o 8º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta segunda-feira (10).

No ranking dos que mais gastaram com segurança pública, o Amazonas está em 15º lugar. Os estados que mais investiram em números absolutos foram São Paulo (R$ 7.855 bilhões), Paraná (R$ 2.143 bilhões) e Pernambuco (R$ 1.532 bilhão).

No total, os 26 estados e o Distrito Federal injetaram R$ 57.537.462.340,21 no segmento de segurança pública em 2013, um incremento de 9% em relação a 2012 (R$ 52.785.067.730,40), o que explica o fato do Brasil estar entre os países com maior taxa de homicídios e mais violentos do mundo.

O governo do Estado gastou 7,8% do seu orçamento anual com segurança pública, enquanto em 2012 o percentual foi de 8,7%.

Quando ao quesito gasto per capita, o Amazonas desembolsou R$ 290,33 por cidadão em 2013 e R$ 288,66 em 2012.

Só os homicídios custaram aos cofres públicos R$ 1.110.056.857,12 em 2013, quando a taxa de mortes foi 23,8 por 100 mil habitantes. Maior que a taxa de homicídios de São Paulo (10,8) e Minas Gerais (20,7).

Os números do mapa da violência terminam no bolso do contribuinte. O custo social da violência no Brasil foi estimado em 3,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no ano de 2013.

Publicidade
Publicidade