Domingo, 25 de Agosto de 2019
Educação

AM tem seis representantes na final da 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa

A premiação ocorrerá no próximo dia 13 de dezembro, em Brasília. Ao todo, são 152 textos finalistas, 38 em cada gênero: Poema, Memórias Literárias, Crônica e Artigo de Opinião



WhatsApp_Image_2016-11-29_at_12.28.35.jpeg O estudante Ângelo Raphael Albuquerque Ferreira e a professora Eliane Chaves, da Escola Estadual de Tempo Integral Almirante Barroso. Ele é um dos seis finalistas amazonenses da 5ª Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro (Foto: Divulgação)
30/11/2016 às 08:45

Ansiedade e emoção tomam conta de seis estudantes amazonenses que estão na final da 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, cuja premiação ocorrerá no próximo dia 13 de dezembro, em Brasília. Ao todo, são 152 textos finalistas, 38 em cada gênero: Poema, Memórias Literárias, Crônica e Artigo de Opinião. Os 20 alunos vencedores, cinco em cada categoria, e seus professores ganharão medalha, notebook e impressora.

Dois dos estudantes finalistas do Amazonas são de Manaus, os demais são de Careiro da Várzea, Eirunepé, Parintins e Tabatinga. Todos de escolas da rede pública. Para a professora Eliane Chaves, a Olimpíada de Língua Portuguesa é muito importante porque a experiência de produção de textos possibilita a ampliação de competências na linguagem oral, na leitura e na escrita dos alunos. “Além disso, também envolve o conhecimento de outras disciplinas como história, geografia”, ressaltou

O evento também proporciona troca de conhecimento entre os estudantes, conforme Eliane. A última semifinal, por exemplo, realizada no dia 24 deste mês, levou os semifinalistas do gênero Poema para Salvador (BA). “O aluno conhece novas culturas, costumes, religião, pontos turísticos, enfim, se inteira com outros estudantes e traz conhecimentos novos para a sua região. Este resultado é muito gratificante para nós professores de escola pública”, afirmou.

Com o poema “Suvaco da Cobra”, o estudante Ângelo Raphael Albuquerque Ferreira, 11 anos, da Escola Estadual de Tempo Integral Almirante Barroso, é um dos seis finalistas amazonenses da 5ª Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro. De acordo com ele, o poema faz referência à rua onde mora no bairro da União, Zona Centro-Sul, e homenageia os moradores do local. “Estou muito orgulhoso porque no meio de tanta gente fiquei entre os 38 finalistas (no gênero Poema)”, revelou.

A outra estudante finalista de Manaus é Raquel Farias Glória, 11, da Escola Municipal Bom Jesus, comunidade Nova Jerusalém, no Rio Negro. Ela também concorre no gênero Poema com o trabalho “Minha Casa Azul e Rosa”, o qual relata a realidade amazônica e conta como é a vida de quem vive em uma comunidade ribeirinha. Ela usou como inspiração o dia a dia com os avós e os dois irmãos. “Eu fiquei muito feliz e orgulhosa de mim, por ter chegado até a final”, disse.

Frase

“O sentimento é de dever cumprido porque foram quase quatro meses de trabalho na construção dos textos para a Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro. É o segundo ano que participamos e a escola já tem um finalista. Estamos muito felizes e na torcida para que ele traga a medalha de ouro”. Chirlaine Menta Pinheiro – gestora da EETI Almirante Barroso

Do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio

A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro é um concurso de produção de textos para alunos de escolas públicas de todo o País, do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio.

Mais de 170 mil inscrições​

A 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro recebeu mais de 170 mil inscrições e teve a adesão de todos os Estados brasileiros, além de 4.874 municípios. O Programa objetiva aprimorar a didática dos docentes de Língua Portuguesa para desenvolver competências de escrita em seus alunos e contribuir com a melhoria do ensino público. É realizado pela Fundação Itaú Social e Ministério da Educação (MEC), com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

Finalistas

De Manaus, Raquel Farias Glória, da Escola Municipal Bom Jesus, e Angelo Raphael Albuquerque Ferreira, da Escola Estadual de Tempo Integral Almirante Barroso, concorrem no gênero Poema.

Rissya Nogueira Vieira, da Escola Municipal Professora Francisca Góes dos Santos, de Careiro da Várzea, e Irley Alves Gomes, da Escola Estadual Francisca Mendes, de Eirunepé, concorrem no gênero Memórias Literárias.

Já Yanca Fragata dos Santos, da Escola Estadual Gentil Belém, de Parintins, concorre no gênero Crônica, e Mariani Marques da Silva, do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Amazonas – Campus Tabatinga, concorre no gênero Artigo de Opinião.

O tema escolhido para a 5ª Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro foi “O lugar onde vivo”, que propiciou aos alunos estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade, contribuindo para o desenvolvimento de sua cidadania.

Premiação

Os 500 alunos semifinalistas e seus professores ganharam medalha, livros e participação em oficinas culturais e de formação. Os 152 finalistas e seus professores receberão medalha e tablet, suas escolas serão contempladas com placa de homenagem.

Já os 20 vencedores e seus professores ganharão medalha, notebook e impressora, assim como as suas escolas que receberão ainda projetor e telão para projeção e livros.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.