Publicidade
Cotidiano
Notícias

Amazonas terá o 1º Terminal de Verificação Metrológica Padrão do Brasil nesta sexta-feira (19)

O Terminal servirá para Ensaios de Serviços em Veículos Transportadores de Produtos Derivados de Petróleo, Cronotacógrafo, Carga Sólida e Taxímetro 18/12/2014 às 17:43
Show 1
O Terminal irá oferecer os serviços de: Cargas Perigosas, com inspeção nos itens de segurança em veículos que transportam produtos derivados de petróleo, como álcool, diesel e gasolina, bem como a capacidade de seus tanques
acritica.com ---

O Governo do Estado, por meio do Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem-AM), realizará, nesta sexta-feira (19), às 10h30, a solenidade de inauguração do Primeiro Terminal Padrão do Brasil de Ensaios em Veículos que Transportam Produtos Derivados de Petróleo, Cronotacógrafo, Carga Sólida e Taxímetro (avenida Flamboyant, s/nº - Gleba D2H, Lote 15B2, Distrito Industrial II, zona sul).

O Terminal irá oferecer os serviços de: Cargas Perigosas, com inspeção nos itens de segurança em veículos que transportam produtos derivados de petróleo, como álcool, diesel e gasolina, bem como a capacidade de seus tanques; Cronotacógrafo, onde será realizada a fiscalização no equipamento que registra a velocidade, o tempo e a distância, considerado a caixa preta dos veículos; Carga Sólida, com fiscalização nos caminhões que transportam seixo, areia, pedra dentre outros; e o serviço de Taxímetro, que ganhará mais um espaço amplo para atender mais de 4 mil táxis credenciados.

De acordo com o diretor-presidente do Ipem-AM, engenheiro Márcio André Brito, esse é o primeiro terminal a ser inaugurado no Brasil com o formato padrão, e servirá de modelo para outros estados. “Vários serviços serão oferecidos no mesmo lugar. O terminal vai incorporar sistemas de fiscalização mais modernos, evitando filas e demora na prestação do atendimento. Desta forma, iremos realizar os serviços com mais qualidade e segurança”, destacou Brito.

A área total do terminal é de 7.500m2, sendo 1.000m2 de área construída. O terreno foi cedido pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

*Com informações da assessoria de comunicação.

Publicidade
Publicidade