Publicidade
Cotidiano
FUNDAÇÃO LEMANN

Amazonense é selecionada para programa internacional de formação de líderes

Michelle Guimarães, 32, foi selecionada pela Fundação Lemann para participar do programa de apoio ao desenvolvimento de lideranças públicas 16/01/2018 às 07:18 - Atualizado em 16/01/2018 às 07:32
Show micheda
Michelle é vice presidente da Associação de Jovens Empresários do Amazonas (AJE). E membro da Young Leaders of the Americas Initiative (YLAI), entidade mantida pela Casa Branca com o objetivo de desenvolver lideranças jovens
Antonio Ximenes Manaus (AM)

A amazonense Michelle Guimarães, 32, foi selecionada pela Fundação Lemann para participar de um programa de apoio ao desenvolvimento de lideranças públicas, focadas no combate à corrupção. Membro da Rede de Ação Política (Raps) e do Movimento Brasil 21, ela é um expoente da nova geração de líderes que surge no País, em meio a uma crise moral dos governantes, que tem afetado praticamente todas as esferas da administração pública nacional.

Ética, transparência e sustentabilidade formam o eixo das suas atividades dentro do programa internacional em que participa. De setembro de 2017 a maio de 2018 com passagens por São Paulo e Inglaterra, mais especificamente na Universidade de Oxford e em Londres, Michelle Guimarães tem conhecido diversos exemplos de boas ações administrativas e políticas públicas, tanto na Europa como no Brasil.

A Fundação Lemann é reconhecida mundialmente pela sua capacidade de formação de novas lideranças e junto com a Raps trabalha com jovens dispostos a resolver de forma democrática os problemas sociais que afetam o Brasil.

Tanto a Fundação Lemann como a Raps investem em formação e aprendizado, pautadas pelo mérito e a ética no relacionamento político em defesa da transparência das ações administrativas em todas as esferas de poder.

Formação

O Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Lideranças Públicas tem como objetivos: oferecer formação e capacitação às novas lideranças na sociedade, que estejam comprometidas com uma nação mais justa e sem os vícios que desestabilizam a boa gestão social e administrativa do Brasil.

Para isso, quem participa do programa aprende sobre campanhas eleitorais, com vistas a ter um profundo conhecimento da legislação e das praticas éticas, que devem ser postas em execução em todas as fases da construção da Democracia.

Em Oxford ocorreram imersões sobre integridade e valores governamentais no curso de janeiro de 2018 em que Michelle Guimarães participou ativamente. Membros jovens do gabinete do primeiro ministro inglês e políticos da nova geração da Alemanha e de outros países europeus, também participaram. 

Nessa interação foram trocadas informações das diferentes realidade políticas, o que permitiu a ampliação dos conhecimentos das boas práticas administrativas em escala mundial. "Tenho aprendido muito com essas interações, porque percebo que muitas delas podem ser aplicadas em nosso país", disse Michelle Guimarães.

Publicidade
Publicidade